QUERO FALAR COM CONSULTOR

Acordo com iFood deve chegar a shoppings em dois anos

Conteúdo Valor Econômico- O acordo anunciado na última terça-feira pela Iguatemi com o aplicativo iFood começará a ser implantado nos shoppings Market Place (SP) e Campinas e a expectativa é que chegue a todas as unidades do grupo em dois anos.

Em teleconferência com analistas para falar sobre o balanço do primeiro trimestre, o presidente da administradora de shopping centers disse que a escolha pelas duas unidades foi feita por se tratarem de operações em que será mais fácil fazer testes e ajustes.

É a primeira vez que o aplicativo, que lidera o mercado de entregas no Brasil, faz parceria nesse modelo e a ideia é que o acordo gere mais negócios para os lojistas, principalmente para os restaurantes instalados em praças de alimentação no período da noite, segundo Jereissati.

De acordo com Cristina Betts, diretora financeira da companhia, o custo de instalação da estrutura para atendimento será do iFood. “É um contêiner dentro de área não produtiva, doca ou estacionamento que facilite a entrada do entregador, que não entra no shopping”, disse a executiva.

Segundo ela, não está previsto nenhum tipo de exclusividade no acordo, o que permite que a Iguatemi trabalhe com outros aplicativos e que o iFood se alie a outras administradoras. “Mas essa não é a intenção [de nenhum dos lados]”, afirmou.

Em sua apresentação inicial, Jereissati disse que a expectativa da companhia para o segundo trimestre e para o ano é boa, e que o desempenho de abril já superou o do primeiro trimestre.

Segundo ele, o aumento na vacância registrado entre janeiro e março é efeito da saída de livrarias, mas tem sido compensado pela redução dos espaços ocupados e pela entrada de novas lojas.

“A estratégia está sendo desenhada caso a caso. As livrarias são importantes ainda, mas estão se readequando, vamos ver isso ao longo do ano. E estamos readequando com operações que vão vender mais e pagar mais”, disse. (Gustavo Brigatto | Valor)

Taxômetro iFood