FALE COM CONSULTOR SAIPOS

8 dicas para adaptar seu restaurante para delivery durante a crise

8. Delivery por WhatsApp Business

A primeira dica para adaptar seu restaurante para delivery é usar o WhatsApp Business para realizar as vendas.

De maneira muito simples, direta e objetiva você consegue atender seus clientes simultaneamente, diferente do telefone que você só recebe um pedido por vez.

O benefício de usar o WhatsApp Business para receber pedidos é que além de não pagar taxa, você consegue cadastrar seus produtos numa espécie de cardápio.

Assim você poderá usar essa ferramenta para atender seus clientes de maneira simples, ágil e inteligente.

Caso tenha dificuldades de como cadastrar seus produtos no catálogo do WhatsApp Business ou simplesmente não tenha tempo, você pode digitalizar seu cardápio.

A plataforma Google Drive para celular permite digitalizar por meio da câmera o seu cardápio.

7. Delivery App

Se cadastre no máximo de apps de delivery usados na sua região. Essa dica vai fazer com que você tenha mais visibilidade e consiga realizar mais vendas.

Em geral os aplicativos podem levam de sete a quinze dias desde a solicitação até a entrega da loja pronta para vender.

Delivery apps X COVID-19 

É preciso que você tenha em mente que neste momento os aplicativos de delivery como iFood, Rappi e Uber Eats estão com um prazo um pouco maior para liberação/entrega da loja online.

Isso acontece por conta da alta demanda de liberações de restaurantes que se inscreveram para fazer parte da plataforma durante este período de crise.

Em muitos casos porque em vários Estados e Municípios foi proibida a abertura do salão por conta de risco iminente de contaminação pelo coronavírus COVID-19.

Por isso vários restaurantes que não atuavam com delivery viram que neste período, a tele entrega é a maneira mais segura para manter a saúde financeira do negócio.

Para mais que isso, manter a segurança e integridade física de seus funcionários, colaboradores e também clientes.

Rappi, iFood e Uber Eats já colocaram em seus aplicativos a possibilidade de seus clientes que efetuam pagamento online terem a entrega sem contato.

Conheça agora os melhores aplicativos de delivery do país e confira suas vantagens.

iFood

O iFood é a maior foodtech da América Latina e com isso, os restaurantes que atuam como parceiros podem mais do que dobrar suas vendas.

Neste período de crise por conta do coronavírus, a plataforma liberou um fundo de R$50 milhões para ajudar pequenos restaurantes a superar a instabilidade.

Mas não só restaurantes receberão auxílio, para entregadores contaminados com o vírus e impossibilitados para suas atividades de delivery R$1 milhão foi liberado.

Além disso apps que vendem mais que um tipo de produto costumam ser a preferência dos usuários.

Rappi

As medidas tomadas pela empresa colombiana Rappi para entregadores foram distribuir kits de higiene contendo máscaras e álcool gel.

Dessa maneira os colaboradores podem realizar suas entregas com segurança para todos.

Diferentemente do aplicativo anterior, até o momento não foram divulgadas possíveis auxílios financeiros para entregadores infectados.

No entanto para desinfetar os veículos, panos umedecidos desinfetantes para limpar as superfícies possivelmente contaminadas como o volante, maçanetas internas, setas e etc.

Outra maneira de tentar reduzir o número de infectados pelo COVID-19 é sugerir que seus usuários realizem os pagamentos online.

Uber Eats

A Uber liberou para seus colaboradores um auxílio de 14 dias para quem estiver contaminado ou for obrigado a cumprir a quarentena. Porém o valor não foi divulgado.

Além disso na tentativa de minimizar a proliferação do vírus, a Uber está em busca de empresas de produtos de higiene para comprar desinfetantes e álcool gel.

Assim que conseguir a empresa distribuirá para seus motoristas estes produtos.

6. Site próprio

A Saipos é um software de gestão para restaurantes integrada aos principais aplicativos de delivery do Brasil. 

No entanto, um dos serviços oferecidos para os interessados é a construção de um site próprio.

Dessa maneira você pode vender online sem pagar taxa sobre cada pedido computado.

Assim você ainda pode beneficiar o cliente que compra pelo seu site próprio e aplicar um desconto ou a tele gratuita.

Normalmente a construção de sites próprios costuma demorar um tempo precioso até a sua entrega, mas com a Saipos não.

Com o propósito de ser mais simples, ágil e inteligente, o prazo de construção do site próprio para clientes do Sistema Saipos é de apenas uma semana.

5. Contratar motoboy para fazer delivery?

Usando os aplicativos de delivery iFood, Rappi, Uber Eats e Loggi não é necessário contratar motoboys.

Mas caso seu restaurante ainda não consiga atuar no delivery por meio dessas plataformas, contrate, mesmo que temporariamente um ou mais motoboys.

Assim você já consegue fazer entregas e garantir que seu cliente não fique desamparado.

Além disso, você pode também ficar de portas fechadas mas estar aberto para que clientes passem e peguem sua própria comida. 

Dessa maneira o comprador (cliente?) pode comprar, fazer o pagamento online e retirar o produto no balcão.

Nesses casos não será necessário contratar um novo funcionário para realizar o delivery.

4. Embalagem para delivery 

Para cada tipo de preparo existe o tipo correto de embalagem para delivery. Entenda agora quais modelos e materiais usar. Confira!

  • Delivery de churrasco: o delivery de churrasco deve ser feito em uma embalagem térmica para que a carne não esfrie rápido,e vedada para que não vaze o suco da carne. Nesses casos, saquinhos térmicos com vedação são os mais indicados. 
  • Delivery de comida: o delivery de comida ou quentinhas podem ser feitas em embalagens de isopor, já que a opção de alumínio pode deformar e acabar abrindo durante o percurso.
  • Delivery japonês: os combos podem ser vendidos em caixas ou em potes plásticos, tudo depende da qualidade do material. No entanto para yakisoba a melhor opção é a caixinha ou o bowl com tampa.
  • Delivery hambúrguer: para manter a temperatura e estrutura durante o delivery de hambúrguer, é possível envolver o sanduíche em papel alumínio e em seguida utilizar as caixinhas próprias para hambúrguer.
  • Delivery hot dog: assim como no caso anterior, você pode embrulhar em papel alumínio e em seguida utilizar as embalagens desejadas que podem ser desde papelão até isopor.
  • Delivery de lanches: se seus lanches forem salgados grandes basta que você utilize saquinhos de papel, e um saco de papelão. Mas caso sejam salgados de aniversário, uma caixa é a melhor opção.
  • Delivery de pizza: nesse caso não há como fugir da tradicional caixa, mas você pode escolher se será quadrada ou em formato de octágono, e forrada ou não com papel alumínio.

3. Como divulgar o delivery?

Para garantir que suas vendas aconteçam como o desejado é necessário fazer a divulgação da sua transição para o delivery.

Portanto é extremamente necessário que nas suas páginas no Facebook e Instagram você crie posts e stories com frequência para que todos vejam que você continua atendendo.

Isso vai fazer com que o seu cliente se sinta mais confortável sabendo que mesmo durante esse período ele pode ter sua comida favorita no conforto e segurança da sua casa.

Caso você note que apenas estar na rede e compartilhar sua rotina não está funcionando existe a possibilidade de usar Anúncios Patrocinados.

Por valores baixos a partir de R$10,00 é possível anunciar para a região onde seu delivery é realizado.

Não esqueça de frisar a importância da higiene e de manter distância no momento da entrega. 

Isso dá segurança aos seus clientes para comprar com a certeza de receber uma refeição saborosa e também livre de contaminações.

2. Vouchers

Vários restaurantes fora do Brasil já apostaram nessa tendência de vender Vouchers, “cartões presente” ou “compra antecipada”.

Esses artifícios garantes que seus clientes comprem vales durante o período de instabilidade financeira que podem ser retirados quando o restaurante reabrir.

Dessa maneira seu estabelecimento consegue faturar de alguma forma enquanto cumpre as medidas de prevenção determinadas pelos governos Estaduais e Municipais.

Para que esta campanha obtenha sucesso, também é necessário fazer a divulgação.

1. Controle de vendas

Para restaurantes que nunca trabalharam com delivery o início do serviço pode ser complicado para gerir de maneira organizada a ordem de pedidos.

Por isso utilize uma planilha de controle de vendas onde você preencherá os seguintes dados:

  • Data;
  • Hora;
  • Nome do cliente;
  • Telefone;
  • Endereço;
  • Pedido/produtos;
  • Total;
  • Forma de pagamento;
  • Necessidade de troco e valor de troco.

Dessa maneira você saberá quando seu cliente realizou o pedido e qual deve ser a ordem de preparo para a cozinha.

É importante que independente do tamanho do pedido, que os pedidos sejam preparados em ordem de chegada.

Dica: Anotar o nome de seus clientes permite que você crie recadinhos a próprio punho para entregar junto ao pedido.

Assim seu cliente recebe um afago e você estreita essa relação. Isso neste período de crise e de distanciamento social faz a diferença!

Além disso, é certo que algum cliente irá postar em suas redes sociais e marcar o perfil do seu restaurante, e essa é uma das melhores propagandas possíveis.

Dicas bônus

Não se esqueça de antes de preparar qualquer alimento, esterilizar o ambiente. 

Continue utilizando seu controle de vendas junto ao fluxo de caixa para contabilizar e manter o controle sobre seus gastos e ganhos.

Algumas empresas de energia, água e outros serviços estão adiando as cobranças, então procure saber se isso está acontecendo na sua cidade.

Algumas redes bancárias estão possibilitando empréstimos a juros mais baixos, se for necessário, analise muito bem antes de tomar uma decisão.

Não se preocupe, vamos passar por essa crise e sairemos mais fortes deste período de instabilidade. Estamos juntos!

Resumo

Custo de pratos