QUERO FALAR COM CONSULTOR

Análise SWOT ou FOFA: O que é?

O que é análise SWOT?

A análise SWOT ou análise FOFA, como é conhecida no Brasil, é uma ferramenta usada para o planejamento estratégico de empresas ou projetos.

SWOT é uma sigla composta por palavras da língua inglesa:

  • Strengths (Forças);
  • Weaknesses (Fraquezas);
  • Opportunities (Oportunidades);
  • Threats (Ameaças).  

Justamente por causa da tradução, ela acabou se popularizando como análise FOFA no território brasileiro.

De qualquer maneira, ela é muito utilizada como base de gestão, já que é bem simples de ser usada.

Justamente por ser acessível, qualquer tipo de negócio pode usar esta estratégia.

Quem administra um negócio, seja lá qual for, sofre com um pesadelo chamado planilha de controle de vendas
Por se tratar de algo bem detalhado, muitas pessoas acabam tendo dificuldade em montar e entender uma.
Embora seja algo que tire o tempo de vários empreendedores, é importante saber a sua função.
Então, vamos começar do começo!

Categorias análise SWOT

Esta técnica, elaborada por Albert Humphrey, entre 1960 e 1970, é separada por categorias para que assim a empresa consiga seguir um passo a passo. Confira!  

  • Strengths (Forças): São as vantagens internas da empresa em relação aos seus concorrentes.

É nesta parte que os produtos oferecidos, bom atendimento ou serviço e solidez financeira, por exemplo, entram em jogo.

  • Weaknesses (Fraquezas): Aqui entram as desvantagens internas da empresa em relação aos concorrentes.

Normalmente, essas fraquezas acabam sendo os altos custos de produção, instalações desadequadas ou a falta de força da marca.

  • Opportunities (Oportunidades): São todos os aspectos externos positivos que podem fortalecer e potencializar a vantagem competitiva da empresa.

Um bom exemplo disso, são os gostos dos clientes e o fechamento da empresa concorrente.

  • Threats (Ameaças): São caracterizadas como ameaças de todos os aspectos negativos que podem colocar em risco a vantagem competitiva do negócio.

Em geral, os aspectos podem ser os novos competidores ou, ainda, a perda de funcionários importantes.

Para que serve a análise SWOT?

A análise SWOT é muito boa para as tomadas de decisões do seu negócio, já que ela ajuda a ter um bom diagnóstico sobre a empresa.  

Isso ajuda muito a reduzir os erros na hora de dar um passo importante, como lançar novos produtos ou criar novas estratégias de marketing.

A SWOT pode auxiliar o negócio de diversas formas e uma maneira muito simples. Veja:

  • Antecipar-se a movimentos externos;
  • Compreender a posição em relação aos concorrentes;
  • Conhecer profundamente o cenário;
  • Dar mais segurança para a tomada de decisão;
  • Indicar alternativas de ação;

Justamente por ser bastante flexível, esta análise consegue abranger diversos tipos de estabelecimentos.

Ela se popularizou muito nos últimos tempos e passou a ser por pequenas, médias e grandes empresas.

Isso quer dizer é possível usá-la em qualquer tipo de situação que seja preciso tomar uma decisão.

 

Como fazer a análise SWOT de uma empresa?

Mesmo sendo algo descomplicado, ainda é preciso seguir alguns passos para fazer uma boa análise SWOT.

Não basta apenas saber o que ela significa. É necessário entender quando ela deve entrar em ação e como realmente transformá-la em um benefício para o seu negócio.

Toda a estratégia, por melhor que seja, deve seguir certas regras para que não tenha nenhum desequilíbrio.

Veja abaixo como é feita a análise SWOT e aplique no seu estabelecimento:

  • Primeiro, monte uma tabela de 4 quadrantes, com duas linhas e duas colunas, como se fosse um quadrado cortado por duas retas transversais.
  • No lado esquerdo da primeira linha, do lado de fora do quadrado, escreva “Ambiente Interno”.
  • No primeiro quadrado desta linha, escreva “forças”.
  • No segundo quadrado da mesma linha, escreva “fraquezas”.
  • No lado esquerdo da segunda linha, do lado de fora do quadrado, escreva “Ambiente Externo”.
  • No primeiro quadrado desta linha, escreva “oportunidades”.
  • No segundo quadrado da mesma linha, escreva “ameaças”;
  • Agora, escreva dentro de cada quadrado as oportunidades e ameaças, forças e fraquezas do seu negócio.
  • Logo em seguida, tente determinar sua estratégia e como usar os fatores internos para contornar ou potencializar os fatores externos.

Objetivos da Análise SWOT

Assim como qualquer outro tipo de planejamento ou análise, a SWOT tem objetivos para serem cumpridos onde ela é aplicada.

Conheça agora qual é o grande foco deste método que pode dar uma nova forma a sua empresa:

  • Ambiente externo (Oportunidades e Ameaças): possibilita a fiabilidade e a confiança nos dados;
  • Além disso, ainda dispõe a informação imediata de apoio à gestão, ajuda na decisão estratégica e na redução de erros;
  • Ambiente interno (Forças e Fraquezas): colabora na integração e padronização de processos, elimina a redundância e o foco na atividade principal;
  • Efetua uma síntese das análises externas e internas;
  • Identifica os itens chave para a gestão da organização, o que ajuda a estabelecer prioridades de atuação;
  • Prepara as opções estratégicas, como os riscos e problemas a resolver;
  • Faz a previsão de vendas em conformidade com as condições de mercado e capacidades da empresa no geral.

Análise SWOT: Ambiente externo e interno

Na hora de usar a SWOT, você vai precisar reconhecer as diferenças entre o ambiente externo e interno para fazer um bom trabalho.

Normalmente, o ambiente interno da empresa é formado pelos recursos humanos, financeiros e físicos.

Claro que podem haver outros, mas estes são os mais comuns.

Em ambientes assim é possível saber quais são os pontos fortes que correspondem aos recursos e capacidades que se transformam em vantagem competitiva para o local.

Além disso, você também consegue identificar o pontos fracos, que são as evidências do que a empresa apresenta em relação aos concorrentes.

Ambiente Externo

Já o ambiente externo, que seria fora da empresa, é composto pelos fatores que estão fora dos limites da organização.

Essa é a parte que não existe controle, já que se refere aos eventos que ocorrem fora do seu negócio.

Mas isso não quer dizer que você não deve monitorar continuamente, já é isso é a base para o planejamento estratégico.

Diferente do ambiente interno, o externo é dividido em fatores  macro ambientais, como questões políticas e tecnológicas, e micro ambientais, como fornecedores, parceiros e etc.

Tudo isso deve ser constantemente acompanhado, antes e depois da definição das estratégias do seu negócio.

Isso tudo vai ajudar a identificar, em um tempo muito melhor, as oportunidades e ameaças que a sua empresa possui.

Dicas para fazer uma análise SWOT

Toda e qualquer tipo de empresa pode fazer uso da análise SWOT. Ela existe justamente para ajudar os negócios.

Inclusive, ela pode muito bem ser utilizada pela rede de franqueadora, quanto pela unidade.

Mas para que ela tenha uma real ligação com o estabelecimento, você deve observar alguns pontos importantes:

  • A Análise SWOT deve ser aplicada nas áreas específicas de atuação da empresa;
  • A concorrência não pode ser desprezada: não fique constrangido em realizar comparações;
  • A SWOT tem que distinguir o momento atual dos objetivos futuros;
  • Faça-a com simplicidade: evite complexidades desnecessárias;
  • Lembre-se: a avaliação tem um forte grau de subjetividade.

Como transformar a matriz SWOT em ações e estratégias?

É muito fácil entender sobre a SWOT, mas também é preciso entender como aplicá-la na empresa.

O primeiro passo para isso é pensar sobre o seu negócio, definir uma meta e colocar no papel o que está atrapalhando o local hoje para alcançar resultados melhores.

Com isso tudo em mãos, já é possível seguir para o próximo passo, que é a criação de uma relação entre os pontos que estabeleceu.

Saia um pouco do campo de teoria e pense em ações práticas, que realmente contribuam de uma forma positiva.

Avalie cada item levantado e, se for positivo, defina o que você pode fazer para qualificá-lo a ponto de ser percebido como um valor e uma vantagem pelo cliente.

O segredo é usar os seus pontos fortes para garantir as oportunidades e combater as ameaças.

E não deixe que as fraquezas prejudiquem o seu planejamento para crescer e para evoluir!

Quem deve fazer a análise SWOT?

A análise SWOT pode ser usada por todos os tipos de empresários e pelos seus funcionários também.

Ela ainda pode ser usada com a mesma teoria para solucionar os problemas de outros setores ou serviços prestados.

E não existe nenhum estágio para que você comece a usar a SWOT. É possível usar a análise em empresas estão abrindo até o que já está algum tempo no mercado.  

Justamente por isso não é indicado que você parta para o mercado de uma forma muito competitiva sem fazer uso da Matriz SWOT.  

Planilha de controle de vendas