Como imprimir boleto MEI vencido?

Você que é MEI precisa ficar atento para não atrasar o pagamento dos seus impostos!

Com a correria do dia a dia, acaba sendo um pouco difícil pagar todas as contas em dias. Mas, se você for MEI, saiba que tem como fazer a impressão do seu boleto vencido.

Nesses casos é importante que você saiba onde imprimir o DAS e, se precisar, fazer o parcelamento dos valores.

O Microempreendedor individual tem um Documento de Arrecadação com valores fixos, que são:

  • Comércio ou indústria: 50, 90 reais;
  • Prestação de serviço: 54,90 reais;
  • Comércio e serviços: 55,90 reais.

Quem atrasar dois meses de pagamento do DAS perde os benefícios da previdência. E para você emitir o DAS é necessário fazer o seguinte:

  • Acesse o PGMEI;
  • Insira seu CNPJ;
  • Clique no lugar da página onde estiver escrito “Emitir Guia de Pagamento(DAS)”;
  • Depois vá em “Informe o Ano-Calendário”:, após isso selecione o ano e aperte “Ok”;
  • Na sequência você poderá visualizar todos os 12 meses do ano e a situação de cada um;
  • Você poderá selecionar os meses que estão como pendentes;
  • Escolha nova data de pagamento, após clique em “Emitir DAS”;
  • É só fazer o pagamento.

Como pagar o INSS do MEI?

Os impostos que serão pagos pelo Microempreendedor Individual são definidos após a escolha da atividade que o seu negócio irá oferecer.

Isso acontece porque o INSS é pago junto com os outros impostos que os MEI’s devem pagar.

Ou seja, ele vem junto em guia unificada que, inclusive, é onde estão inseridos todos os impostos.

Assim como qualquer outro registro profissional, é preciso fazer o pagamento de alguns tributos.

Impostos

O Microempreendedor Individual paga três impostos, são eles:

  • INSS;
  • ICMS;
  • ISS.

Entretanto os valores para cada atividade são diferenciados.

Os MEI’s que trabalham com Comércio e a Indústria pagam de INSS o valor de R$49,90 e  de ICMS/ISS o valor de R$1. Portanto, o total é de R$50,90 na DAS.

Já quem trabalha com atividades relacionadas aos Serviços, pagam R$49,90 de INSS e o ICMS/ISS no valor de R$5. Então, neste caso, o total de imposto para essa atividade é de R$54,90.

Já aqueles Microempreendedores Individuais com atividades voltadas ao Comércio e Serviços pagam de INSS o valor de R$49,90 e ICMS/ISS o valor de R$6. Pagando, no final, R$55,90 de tributação.

 

 

O que é e para que serve o MEI?

Quem está querendo virar MEI deve saber que este regime é um sistema de tributação que ajuda a formalizar pequenos empreendedores. 

Atualmente, é possível fazer parte dele quem possui uma renda bruta anual de até R$81 mil.

Além disso, é preciso que o proprietário do negócio, ou autônomo, não seja sócio, administrador ou titular de outra empresa.

A empresa só pode contratar um empregado e ter como atividade principal uma das listadas no Anexo XI, da Resolução CGSN nº 140, de 22 de maio de 2018.

Condições

Ao virar um Microempreendedor Individual, o autônomo ou a micro empresa passa a ter um CNPJ e passa a emitir Nota Fiscal.

Além disso, o MEI passa a responder como pessoa jurídica. Portanto, tem as mesmas obrigações e direitos.

Isso significa que é preciso pagar impostos sobre todas as atividades desenvolvidas por você.

Entretanto, esses impostos são mais baixos que os cobrados a pequenas e médias empresas aqui no Brasil.

As atividades previstas pelo Anexo XI, para empreendedores virarem MEI vão desde açougueiro independente a torneiro mecânico independente.

Benefícios

Os benefícios para ser um Microempreendedor Individual, além de sair da informalidade, o empreendedor tem direito:

  • Aposentadoria por idade;
  • Aposentadoria por invalidez e auxílio doença;
  • Licença-maternidade;
  • Pensão por morte.
Baixe Planilha de Custos de Pratos