QUERO FALAR COM CONSULTOR

12 dicas de como montar um restaurante bistrô 

As melhores dicas para melhorar o atendimento do seu restaurante esta aqui!

12 dicas de como montar um restaurante bistrô 

Você sabe como montar um restaurante bistrô? A maioria das pessoas diria que não,  mas o segredo é manter o estilo clássico e planejar detalhes que fazem a diferença.

O principal desses detalhes, é o atendimento! Um bistrô precisa cultivar a aproximação dono – cliente, fazendo todos se sentirem em casa.

Mas afinal, você sabe o que é um bistrô? Então continue lendo, porque vamos te explicar tudo sobre esse modelo gastronômico.

E se você faz parte do grupo de pessoas que acha esse tipo de negócio interessante, veja como montar um restaurante bistrô em 12 passos com as dicas que a Saipos preparou!

1. Entenda o que é um restaurante Bistrô!

Você não pode iniciar um projeto sem conhecer a fundo do que se trata, por isso, é muito importante entender de maneira sólida o que é um bistrô.

Esse tipo de restaurante tem características bastante pontuais, por exemplo a simplicidade, unida à elegância, e um clima de casa.

Os primeiros bistrôs tiveram origem na França, onde mulheres em tempos de guerra, cozinhavam e vendiam os alimentos em seus próprios lares.

Por isso, o clima hospitaleiro é tão importante para a essência desse tipo de restaurante.

Existem vários tipos de bistrôs

Apesar dos bistrôs em sua forma original representarem espaços humildes e com culinária extremamente simples, no Brasil, a maioria deles se difere em alguns pontos.

Por aqui, é  mais comum que esse tipo de negócio adote um ar mais sofisticado, sem perder as características dos bistrôs franceses.

Falando nisso, a culinária da França, muitas vezes está presente no restaurante, o que requer profissionais com habilidade para reproduzir as receitas típicas.

Mas, para entender como montar um restaurante bistrô, é preciso aceitar que ele é muito diferente dos outros. 

Um bistrô é “um restaurante com alma”, onde há barulho, aromas, música e vida. As coisas acontecem naturalmente seguindo as origens no local onde foi instalado.

É um modelo de estabelecimento gastronômico rico em cultura, simples, mas cheio de raízes tradicionais e regionais.

2. Tenha diferenciais no seu restaurante bistrô

Para se sair bem na tarefa de como montar um restaurante bistrô, é preciso entender quais os diferenciais dessa modalidade.

Por isso, destacamos para você o que esse tipo de negócio tem de especial e diferente dos demais, confira!

Proximidade com o público!

Um restaurante bistrô tem como característica principal, a proximidade com o cliente. Ele precisa se sentir em casa, e o atendimento deve ser bastante intimista.

Mas, essa questão não está relacionada apenas com o atendimento dos colaboradores, e sim, com o dono! Ele não pode se esconder na cozinha ou cuidar de apenas um setor.

Em um bistrô, o dono circula pelo salão, recepciona os clientes, conversa, e assim acaba estreitando o relacionamento com a freguesia, o que é ótimo para a fidelização dos clientes.

Ambiente extremamente acolhedor!

O cuidado para cumprir a função de como montar um restaurante bistrô, exige muita dedicação.

Os bistrôs costumam ser pequenos e despretensiosos, mas mesmo assim, extremamente acolhedores.

Para contribuir com isso, muitos empreendedores apostam em uma estrutura que deixe visível a cozinha e mostre um pouco mais do trabalho feito no local.

Mais que isso, a própria fachada dos bistrôs costuma trazer à tona a simplicidade, que por vezes traz um ar de “casa”. 

Definitivamente, não são utilizadas placas chamativas na entrada. Por aqui, o “menos é sempre mais”.

Exageros são evitados, tanto nos pratos, como na aparência do local. Mas isso não interfere no cuidado com a entrega dos pratos, que é sempre muito bem pensado.

3. Defina o público alvo corretamente

Como a origem dos bistrôs é um pouco incerta, existem variações bem distintas em relação ao público alvo.

Há alguns bistrôs destinados a clientes mais seletos, com ambiente mais requintado e cardápio melhor elaborado, o que torna o preço bem mais alto.

Mas, também existem bistrôs de refeições rápidas, e estes casam perfeitamente com pontos mais movimentados da cidade.

Nesse caso, é importante oferecer os pratos por um preço popular, sem descuidar daquela peça chave desse tipo de restaurante, que é o atendimento acolhedor e intimista.

Já se, a opção for realmente montar um restaurante bistrô mais caro, é fundamental escolher um ponto nobre da cidade.

No entanto, não deixe de pensar nas pessoas que estão visitando a sua região. Os bistrôs têm forte tendência cultural, por isso, precisam transmitir algo sobre o lugar onde estão.

4. Perfil de funcionários

Como você já viu por aqui, a real essência de um bistrô tem raízes muito familiares. A ideia de uma família cozinhando para outra está muito presente.

Nesse sentido, várias vezes a equipe é montada com integrantes de um mesmo núcleo familiar. 

No entanto, se isso não é possível no seu empreendimento, valorize candidatos que têm amor à cozinha. Mais que isso, eles precisam gostar de pessoas e de atender bem.

Como um bistrô pode ser elaborado com diferentes perfis gastronômicos, opte sempre por ter pelo menos um funcionário experiente no tipo de culinária escolhida. 

Se a ideia for seguir uma linha mais tradicional, com comidas de origem francesa, é indispensável contar com ao menos um funcionário especializado.

Caso a ideia for seguir um modelo mais abrasileirado, a comida de bistrô é simples e não tem muitos mistérios. 

Mas para selecionar quem fará parte do seu negócio, é preciso considerar que, por essência, um bistrô costuma ter o mínimo possível de funcionários.

No entanto, eles precisam saber um pouco de tudo. É normal que um garçom de bistrô saiba finalizar pratos e ajudar nos preparos. A coletividade é muito presente.

5. Escolha de fornecedores

Os fornecedores dizem muito sobre o seu modelos de negócio. Nos bistrôs, um ponto interessante a ser destacado, é a possibilidade de aproveitar os ingredientes típicos da região.

Isso traz identidade ao restaurante, que passa a ter maiores chances de se tornar  um ponto de encontro também para turistas.

Para os moradores da região, por outro lado, aproveitar os produtos locais, aumenta as características do sabor de casa, o que torna ainda mais aconchegante a experiência gastronômica.

Portanto, ao buscar os fornecedores para o seu restaurante bistrô, procure os produtores locais, pequenos agricultores para a compra de alimentos orgânicos.

Apostar em matéria prima artesanal, é uma forma de gerar valor sobre os pratos, já que eles também auxiliam na economia da região.

Utilizar menos ingredientes industrializados, certamente é um diferencial que fará a diferença no seu negócio!

6. O que servir em um restaurante bistrô?

Saber como montar um restaurante bistrô exige muita dedicação aos pratos.

Geralmente, o cardápio de um bistrô costuma ser bastante simples. Inclusive, a cozinha é equipada sem muitos detalhes, já que os preparos são bastante tradicionais.

A refeição rápida, é o que melhor combina com esse tipo de negócio, mas isso não quer dizer que inovar não seja possível.

Existem bistrôs dos mais variados tipos, e alguns deles prezam pela modernidade. Dessa forma o clima tradicional e aconchegante se contrapõe aos pratos atuais e contemporâneos.

Mas, veja algumas sugestões de pratos para bistrô que agradam a todos:

Refeição Sobremesa Bebidas
Panquecas, macarrão com molhos variados, crepes, fondue, risotos, carnes com molho de especiarias. Croissant, Petit Gâteau, Macarons, Profiterole, tortas diversas, sorvetes, pudins. Sucos diversos, variados tipos de vinho, cafés tradicionais e elaborados.

Embora essas sejam algumas sugestões, nada impede a criatividade na montagem do cardápio. 

Um bistrô pode ter de tudo um pouco, desde uma refeição completa até hambúrgueres.

7. Conheça exemplos de restaurante bistrô

Existem diferentes formas de planejar como montar um restaurante bistrô, e cada uma delas tem propostas diferentes, que são específicas para variados tipos de público.

Agora, vamos mostrar alguns exemplo de restaurantes bistrô que fazem sucesso, e quais são os seus diferenciais e apostas para atingir a lucratividade, confira!

Bistrô Pelotense 

O Bistrô Pelotense, localizado em Pelotas, no Rio Grande do Sul, é um exemplo de bistrô que não trabalha com culinária francesa.

Nesse caso, a prioridade é oferecer um cardápio farto com os produtos da região, criando o conceito de “vitrine” para os alimentos tradicionais na cidade e estado.

O ambiente é de um típico bistrô, discreto, simples e ao mesmo tempo elegante. 

São preparados os mais diversos pratos utilizando charque, churrasco, matambre, chorizo, batata doce e queijos variados. Estes são alimentos típicos da localidade. 

O cuidado no preparo e a atenção para manter a tradição, as receitas de família e os costumes do cidade fazem parte da essência do Bistrô Pelotense.

Além disso, os pães caseiros, queijos, vinhos e doces pelotenses fazem parte do cardápio. 

O atendimento é à la carte, mas também há um balcão com salgados e doces a disposição do cliente.

O Bistrô pelotense tem como foco principal, manter as tradições.

Le Vin Bistrô

Já o Le Vin Bistrô, localizado no Rio de Janeiro, absorveu ao máximo as tradições da França dentro do seu espaço de atendimento, tanto na estrutura quanto no cardápio.

O ambiente é mais requintado, e consequentemente, mais caro.  Apesar dos pratos serem bastante elaborados e as receitas serem francesas, o clima acolhedor predomina.

Para deixar o ambiente ainda mais agradável e reservado, o Le Vin costuma receber pianistas. A música combina muito bem com esse tipo de restaurante.

Alguns dos pratos servidos são o cassoulet, sopa de cebola gratinada com queijo gruyère, mexilhões servidos na concha, steak tartare, magret de canard.

Entre as sobremesas, o pudim de leite com caramelo é o mais pedido. Os vinhos também são fundamentais para o menu, mas os pães e doces estão sempre prontos no balcão.

O Le Vin Bistrô têm em seu cardápio, pratos típicos da França.

Domo Bistrô

O Domo Bistrô é um exemplo de que esse tipo de restaurante também pode inovar e ter um conceito moderno. 

Nesse caso, o Domo é um Café Bistrô, trabalhando com foco em lanches, tortas, doces e salgados para consumo rápido. 

Bom, mas isso já é bastante conhecido, o diferencial está no fato de que tudo que é preparado lá, é vegetariano.

Os produtos naturais, frutas e legumes orgânicos combinam bem com a estrutura, que foi desenvolvida junto a natureza.

Viu como dá para criar diversas possibilidades a partir de um restaurante bistrô? Então continue lendo nossas dicas!

o Domo Café Bistrô tem o cardápio vegetariano.

8. Escolha o local de acordo com a proposta de negócio

Antes de começar a montar um restaurante bistrô, é importante se atentar aos concorrentes. 

Por isso, antes de tudo, faça uma análise dos estabelecimentos de alimentação já  existentes no bairro. 

Se existem cafeterias, então um Café Bistrô pode não ser atrativo o suficiente.

Opte sempre pelo novo, algo que seja interessante ao público e que cause curiosidade nas pessoas. 

Procure por um restaurante pequeno e tradicional no bairro que quer abrir.

Caso não encontre, pode ser a sua chance de criar um negócio cheio de representatividade cultural, com grande possibilidade de se tornar um ponto importante na cidade.

9. Tenha pratos do dia

Uma característica comum dos bistrôs é utilizar um quadro negro pendurado do lado de fora do restaurante, sempre informando o prato do dia.

Alguns empreendedores do ramo levam essa questão tão a sério, que apenas servem o prato do dia, sem demais opções de refeição completa.

Essa é, também, uma forma de economizar e evitar desperdícios, além de reforçar o lado familiar do bistrô, já que fazer isso causa uma impressão de “convite para refeição”.

Além disso, algo que só acontece nos bistrôs, é a proximidade com o chefe de cozinha, tão forte a ponto do próprio cliente pedir uma adaptação nos temperos do prato, por exemplo.

Esse é mais um pequeno detalhe muito presente nesse modelo de restaurante, mas que faz uma grande diferença em como o cliente se sente.

10. Mantenha a tradição

Não, o seu estabelecimento não é obrigado a ter cara de antigo ou antiquado, pelo contrário, ele pode ser muito moderno e mesmo assim guardar características tradicionais da sua região.

Essa é uma das faces mais interessantes de um bistrô, funcionar como um ponto de referência sobre a localidade em que está inserido.

Assim, para quem não conhece a cidade, visitar um bistrô que trabalha com receitas e ingredientes tradicionais do local, é bastante significativo, e ainda mais acolhedor.

11. Tenha cuidado ao servir

Os bistrôs, apesar de despretensiosos, valorizam muito tudo que está relacionado com o bem estar do cliente. 

Por isso, levar o alimento à mesa é muito mais do que apenas utilizar uma louça padrão para todos os pratos.

Se quer demonstrar atenção, cuidado e dedicação com uma apresentação impecável, varie no tipo de louça que receberá a comida.

Pratos coloridos, de inox, de cerâmica, quadrados, redondos, enfim. Para cada receita, existe um utensílio que pode contribuir para que o cliente “coma com os olhos” antes de experimentar.

A maneira como os alimentos são empratados é muito importante.

12. Valorize o estilo do estabelecimento

Um bistrô é um restaurante cheio de personalidade, não dá para negar. Mas como você pode trazer essa essência à tona no ambiente?

Bom, a rusticidade dos móveis e decoração dos tradicionais bistrôs, demonstra que não é preciso gastar muito para  tornar o local agradável e aconchegante.

Por isso, logo na busca pelo imóvel ideal, preze por espaços mais reservados. 

Na decoração, não é preciso de muito elementos. Móveis de madeira, toalhas de mesa em xadrez, quadros negros, vinhos e uma iluminação mais amena, tornam o espaço muito acolhedor.

Mas, também não é necessário gastar muito tempo para criar essa ideia de “restaurante estiloso”. Na verdade, um bistrô já tem, naturalmente, uma identidade forte.

Você já sabe quais são as dicas mais importantes de como montar um restaurante bistrô, o próximo passo é pensar no que você quer transmitir com o seu estabelecimento.Mas não esqueça, a alma de um bistrô é cozinhar com amor e vontade de fazer sempre o melhor. Boa sorte!

Resumo

Baixe Materiais Gratuitos