QUERO FALAR COM CONSULTOR

Como pedir comida pelo Google e sem entrar em app?

Conteúdo VivoTech- Pedir comida pelo celular se tornou um negócio grande, e por isso o Google quer para si uma fatia desse serviço.

O dia a dia é cada vez mais agitado. E, dessa maneira, pedir comida em casa ou no trabalho se tornou habitual. Afinal, ninguém mais tem tempo para cozinhar.

Assim, aplicativos para pedir comida prosperam. Mas será que isso pode se tornar ainda mais simples? Certamente! Nos Estados Unidos, aliás, a resposta já é sim. E a iniciativa é do Google.

Acontece que o Google, que estende seus braços sobre vários setores, resolveu entrar também no segmento de aplicativos para pedir comida.

Entretanto, a ideia do Google não é ser concorrente dos apps que estão funcionando bem, mas ser parceiro deles.

Aliás, não há como negar: apps como iFood e Uber Eats, entre outros, são eficientes.

Eles reúnem uma variedade de restaurantes e, para o cliente, resta apenas decidir o que quer comer e fazer o pedido pelo aplicativo. Em pouco tempo a comida chega, quentinha.

Pedir comida sem um app?

E como funciona a novidade apresentada pelo Google? Por meio de uma atualização do Google Maps e do Google Assistente.

Agora é possível pedir comida diretamente ao restaurante por meio de programas nativos dos aparelhos com sistema operacional Android. No entanto, por enquanto, a novidade está disponível apenas nos EUA.

No Google Maps, basta buscar o restaurante desejado para pedir comida. Se ele estiver participando do programa, surgirá então um botão para “Solicitar online”.

Tocando nele você verá o cardápio, os preços, tempos e taxas de entrega. E aí é só fazer o pedido.

Certamente você notou que o processo todo é bem similar ao dos apps para pedir comida. A diferença é que o app em si não precisa ser aberto.

Ademais, o restaurante não precisa fazer nada para entrar no programa do Google: basta ele ser cadastrado em um dos apps parceiros.

Nos EUA, o programa começou em parceria com as empresas de entrega de comida ChowNow, DoorDash, Delivery.com, Slice e Postmates. Porém, outras ainda estão aderindo.

Tem também no Google Assistente

É ainda mais simples: basta dizer “Oi Google, pedir comida no restaurante (nome do restaurante escolhido)”.

E já surgem o cardápio e as demais opções, assim como o nome do app de entrega de comida que você usa.

E os cartões de desconto que você tem de seu app de pedir comida? Sem problemas, pois eles também valem no serviço do Google.

Seus cartões de crédito igualmente podem ser alterados, como nos apps normais. A ideia do Google é simplesmente agilizar ainda mais o processo de pedir comida.

E quando chega ao Brasil?

Não há ainda uma previsão de quando esse serviço deverá ser estendido ao restante do mundo ou especificamente ao Brasil. Até porque, mesmo nos EUA, o serviço está apenas iniciando.

Entretanto, se os resultados nos com os americanos forem positivos, é muito provável que isso ocorra em um prazo relativamente curto. Então, por enquanto, ainda vamos usar apps para pedir comida por aqui.

Apps mais usados no Brasil

Em primeiro lugar, temos o iFood, uma empresa brasileira, fundada em 2011, e que funciona também na Argentina, Colômbia e México.

No final de 2018, ele fazia 330 mil entregas de comida por dia, de 50 mil restaurantes e com 120 mil entregadores. O app está aqui para Android e aqui para iOS.

Em segundo lugar, temos o Uber Eats, em síntese, um braço do aplicativo de mobilidade Uber, e que opera em 13 países.

No Brasil o serviço iniciou suas atividades em novembro de 2016. Baixe o app do Uber Eats para Android ou para iOS.

Correndo por fora na disputa está o Rappi, uma startup colombiana, que atua também no Brasil e em vários outros países latino-americanos.

O Rappi ainda faz muitos outros tipos de entrega. Você pode mandar buscar um violão na casa de um amigo e entregá-lo na casa de outro.

Ou ainda usar o app para fazer compras no mercado ou farmácia. O Rappi está no Brasil há apenas um ano. O app está disponível para Android e para iOS.

 

Baixe a Planilha de Cadastro de Produtos