Conciliação Bancária: Aprenda como fazer!

Aprenda como fazer a conciliação bancária para o bem da sua empresa!

Quando se trata de assuntos financeiros, todo o dono de negócio deve ficar de olhos bem abertos, já que isso é uma parte delicada de qualquer empresa.

Uma dessas partes é a conciliação bancária, que pode ser uma aliada para o controle de gestão financeira de vários estabelecimentos.

Não dê bobeira nisso! Dê o máximo de atenção possível para questões como essa, afinal de contas, uma financeiro positivo pode levar ao crescimento do seu empreendimento.

Confira agora alguns benefícios da conciliação bancária e aplique no seu dia a dia!

O que é Conciliação Bancária?

A conciliação bancária nada mais é do que fazer a conferência dos extratos bancários e dos saldos a partir do Controle Financeiro da Empresa.

É com ele que você consegue verificar se todos os lançamentos estão certos e se não tem nenhuma coisa fora da normalidade.

Ter o controle bancário da sua empresa é fundamental para a saúde financeira dos negócios, principalmente para a análise do fluxo de caixa.  

E não esqueça do saldo bancário correto. Ele também influencia a verificação de caixa futuro para as atividades operacionais.

Como fazer a Conciliação Bancária?

A conciliação bancária é um processo muito simples de ser feito, mas, mesmo assim, é bom seguir um passo a passo.

Aprenda agora como utilizar este método para manter o seu negócio com as finanças em dia!

Lançamento diário das movimentações  

O primeiro passo para fazer a conciliação bancária é controlar diariamente todas as movimentação de entradas e saídas da empresa.  

Tudo deve ser controlado e com detalhes informando todas as contas bancárias que foram envolvidas.

Controle todo o tipo de movimentação, como, por exemplo, pagamento dos funcionários, tarifas bancárias, pagamentos de fornecedores, impostos e afins.

Verificação do saldo no extrato bancário

Procure dar atenção para os saldos iniciais e finais do controle interno. Eles precisam bater com os saldos no extrato bancário.

Se estiverem muito distintos, é provável que algum processo não foi feito corretamente.

Conferência dos detalhes nos lançamentos

Não deixe de conferir se todos os lançamentos do extrato bancário estão sendo feitos na data correta.

E verifique se os valores também estão corretos no controle financeiro do estabelecimento.

Tudo deve estar batendo. E, se caso você começar a perceber que os valores não estão corretos, faça uma pesquisa para identificar o erro o mais rápido possível.

Corrija os erros de lançamento

Confira as divergências de valores ou a falta deles para tentar saber onde e quando isso aconteceu.

Depois disso identificado, procure corrigir tudo no controle interno para que todos os lançamentos estejam refletidos e o saldo esteja idêntico.

No final de cada mês é necessário enviar os documentos para o setor de contabilidade.

E não esqueça de guardar todos os comprovantes de pagamentos, notas fiscais, boletos e extratos.

Quem deve fazer a conciliação bancária?

Não existe nenhuma lei que obrigue alguém a fazer a conciliação bancária, mas ela é um boa prática contábil.

Por contribuir muito na gestão financeira das empresas, ela pode ser feita em qualquer tipo de negócio, como se fosse um tipo de detalhamento das entradas e saídas de recursos.

No caso das empresas que trabalham com um grande volume de cheques, a conciliação ajuda para muito na hora de acompanhar a compensação e os que já foram descontados.

Já quem tem um volume maior de vendas com o cartão de débito ou crédito, esse processo funciona de uma maneira um pouco diferente.

Ele deve ser feito para cruzar as informações do que caiu na conta bancária com dados que estão no relatórios enviados pelas operadoras.

Frequência da conciliação bancária  

Sem um acompanhamento frequente da conciliação bancária, o seu negócio pode acabar dando a você surpresas desagradáveis.

Procure fazer isso diária, semanal, semestral ou anualmente. Isso pode variar conforme a necessidade de cada tipo de negócio.

Mas, se a movimentação do seu negócio for muito intensa, procure não adiar muito a tarefa.

Inclusive, a atualização diária facilita muito o processo, além de torná-lo ainda mais rápido.

Isso acontece quando muitas empresas possuem diversas entradas e baixas de recursos por mês.

Então deixar para depois pode aumentar muito a complexidade de uma tarefa que se revela simples.

Por que fazer a conciliação bancária?

São inúmeros os benefícios da conciliação bancária, principalmente pelo fato de contribuir para tomada de decisões mais assertivas.
 
Apesar de ser considerada por muitos uma tarefa pesada e um tanto quanto lenta, a conciliação bancária, como já vimos, é bastante simples de fazer.
 
Além disso, é uma ferramenta de gestão e controle capaz de oferecer informações importantes a respeito de uma empresa.
 
Os principais benefícios desse procedimento indispensável para qualquer organização são:

1. Controle sobre taxas e juros bancários

Toda a falta de controle dde juros, rotativos, taxas e outros, pode acabar tendo um impacto muito significativo em questão de lucratividade de um empresa.

Normalmente, o banco combina um determinado valor com o cliente, porém cobra outro, o que não necessariamente tem a ver com má fé.

Por essa razão é importante registrar tudo e não confiar somente no internet banking.

2. Detecção de fraudes e erros

A conciliação bancária permite saber se um pagamento foi feito conforme o pedido lançado no sistema usado pela empresa.

Nem sempre os erros humanos podem ser consideradas fraudes, mas é bom que tenha um organização nisso tudo e, se possível, uma rotina evitar erros.

Caso tenha algum erros ou até mesmo fraudes, procure descobrir o que aconteceu para evitar que isso se repita.

3. Precisão das entradas e saídas de recursos

Tente conciliar todas as transações para que não haja riscos de operar o seu negócio pensando que ele tem mais dinheiro do que realmente tem.

Se por acaso isso acontecer, o resultado pode ser acúmulo de encargos, pagamentos que foram recusas ou, até mesmo, taxa de cheque especial.

Inclusive, algumas empresas acabam fechando por conta do fluxo de caixa negativo decorrente de lançamentos defasados.

4. Mais qualidade nas decisões

Quando você exatamente quanto a empresa possui no seu caixa, é possível decidir melhor estratégias mais seguras.

Inclusive, com isso também o andamento do planejamento estratégico fica melhor ser avaliado.

E se for preciso corrigir os rumos que o negócio está percorrendo, faça isso antes que algum problema mais grave venha à tona e acabe comprometendo a empresa.

5. Controle de recursos financeiros

Sempre que a empresa tem um controle das contas, ele acaba conseguindo destinar melhor os recursos.  

Afinal de contas, isso significa que o gestor está ciente do quanto pode investir e se consegue realizar novas contratações.

Desta forma, fica muito mais fácil de ter o dinheiro disponível para aplicá-lo corretamente.

Quais são os principais riscos envolvidos?

Em tudo na vida existe risco e na conciliação bancária não é diferente.

Embora seja um meio bem simples de controlar o dinheiro, ela pode ter operações que podem acarretar prejuízo real para a empresa.

Uma delas é em relação aos depósitos não identificados com mais de 90 dias ou o estorno de cheque com mais de 5 dias.

Sem contar que os lançamentos não conciliados com mais de dois dias também pode ser um grande risco neste meio.

É bem comum que nos comércios, principalmente em atacados, aconteça esse tipo de situação.

É comum haver recebimento de depósitos de funcionários, vendedores, motoristas, clientes ou fornecedores.

Então, se não houver integração com o que acontece no ERP e o que acontece nas contas bancárias do estabelecimento, há um grande risco de perder a origem das movimentações.

Isso não é nem um pouco bom, já que faz com que a empresa se complique no momento de fazer a manutenção dos livros contábeis.

Como automatizar a conciliação bancária?

A conciliação bancária é um das ferramentas mais importantes no financeiro do seu negócio, já que ela garante a segurança deste setor.  

Mas lembre-se que ela exige um certo trabalho e que é de grande responsabilidade, então mantenha esta atividade sempre em dia.

Um das formas de fazer isso de maneira eficiente é contratando um software que disponibiliza a integração bancária de uma maneira segura.  

Se você achar necessário, contrate um sistema capaz de fazer isso, mas não deixe tudo com ele.

Fique de olho no seu financeiro, afinal de contas, o seu negócio precisa de atenção!

 

Baixe a Planilha de Controle de Estoque