QUERO FALAR COM CONSULTOR

CPF no cupom fiscal: Por que você deve colocar?

CPF no cupom fiscal: Por que você deve colocar?

Colocar o CPF no cupom fiscal dá muitas vantagens ao consumidor. Em alguns estados, é possível conseguir descontos até mesmo em livros.

Para participar é muito fácil. Basta se cadastrar no site do SEFAZ e informar o CPF sempre que fizer uma compra. 

Quanto mais cupons acumular, maiores são as chances de ganhar prêmios, descontos, e resgatar pontos. 

Além dos vários benefícios, o CPF no cupom ainda contribui com a economia, evitando a sonegação de impostos. 

Além de gerar benefícios, o registro de cupom fiscal contribui para a economia.

Benefícios de colocar o CPF no cupom fiscal

O registro dos cupons fiscais foi uma iniciativa do governo para incentivar o consumidor a solicitar o seu cupom, forçando a empresa a emitir a documentação daquela venda.

Dessa forma, pode-se diminuir a sonegação de impostos e aumentar o controle de tributação fiscal dos estabelecimentos.

É por isso que colocar o CPF no cupom fiscal gera tantos benefícios, tais como: 

1. Sorteio de Prêmios

Para motivar o consumidor, vários benefícios foram criados. Uma das grandes vantagens de colocar o CPF no cupom fiscal é a possibilidade de ganhar prêmios. 

Todos os meses, a loteria federal faz sorteios que podem variar de R$ 5 mil a R$ 1 milhão de reais.

No Rio Grande do Sul, através do programa Nota Fiscal Gaúcha, são sorteados até ingressos para jogos de futebol. 

Em São Paulo, pioneiro no incentivo ao CPF no cupom fiscal, o consumidor recebe até 20% do valor de ICMS recolhido, além dos sorteios e descontos.

2. Descontos de vários tipos

Todo mundo gosta de desconto! E se você criar o hábito de inserir o seu CPF nos cupons fiscais, poderá ganhar vários.

Em algumas regiões, é possível conseguir um abatimento de até 10% no valor do IPVA e IPTU do ano seguinte, até mesmo em livros e produtos de conveniência.

3. Resgate de pontos

Ao informar o CPF no cupom fiscal, o consumidor ganha pontos de acordo com o valor da compra. 

Esses pontos podem ser trocados a cada seis meses através de transferência bancária.

Para resgatar o valor acumulado, basta inserir os dados bancários no cadastro do SEFAZ.

Alguns estados permitem trocar os créditos por recargas de celular e até chegam a dar ingressos para shows, como é o caso do programa Sua Nota é um Show, da Bahia.

Além das vantagens, a medida ajuda a evitar a sonegação de impostos, pois quando o consumidor informa o CPF após a compra, acaba se tornando um fiscalizador de que aquela venda foi registrada corretamente.

CPF no cupom fiscal é a garantia de que notas frias não serão emitidas e nem haverá fraudes fiscais.

Os programas de registro do cupom fiscal também contribuem para o crescimento da economia regional, pois contribuem para o aumento de arrecadação de ICMS.

Informar o CPF no cupom fiscal é uma maneira eficaz de diminuir a sonegação de impostos.

O que são notas frias?

As notas frias são notas falsas, emitidas com a finalidade de sonegar impostos, proteger esquemas de roubo ou até mesmo para declarar uma venda ou serviço que não foi entregue.

Não precisa ter medo de informar o CPF

Muitas pessoas são resistentes em fornecer o número do documento para essa finalidade, no entanto, isso não é necessário, já que nenhum dado do contribuinte é repassado para a Receita Federal.

Na verdade, registrar os cupons serve apenas para ajudar a evitar os casos de sonegação de impostos. Os dados não são cruzados com a receita.

Você não é obrigado a informar o seu CPF, mas tem o direito de solicitar a sua inclusão no cupom fiscal, mesmo que o estabelecimento não comente nada a respeito.

Cada estado possui seu próprio programa de vantagens do cupom fiscal. Fique atento para descobrir os benefícios existentes na sua região.

 

 

Resumo

O que é cupom fiscal?