QUERO FALAR COM CONSULTOR

Dark Kitchen: a nova tendência do delivery 

Dark Kitchen: O que é? 

Além da expressão Dark Kitchen, esse novo segmento pode ser chamado de Cloud Kitchen e Ghost kitchen

Mas, basicamente, ela segue um conceito de cozinha fantasma, cozinha na nuvem. Onde a venda de produtos é feita apenas por apps de delivery, não há restaurante físico. 

Ou seja, são empreendimentos gastronômicos que operam sem o “Front of House”, que é o salão para recebimento de público. 

Entretanto, trabalham apenas com a parte interna, a cozinha, o que chamam de “Back of House”, sem qualquer tipo de atendimento presencial. 

As Cloud Kitchen por serem apenas centros de produção e logística de comida, com vendas apenas por delivery, não necessitam de altos investimentos para serem abertas.

Portanto, durante o processo de abertura de um modelo de restaurante fantasma, o empreendedor terá alguns benefícios, como: 

  • Nível de investimento baixo;
  • Baixa complexidade;
  • Tempo de implantação muito menor.

Mercado da Dark Kitchen Brasil 

Sendo uma das grandes apostas do mercado de food service em 2020, as Dark Kitchens são empreendimentos de baixo custo.  

Por isso, cada vez mais restaurantes tradicionais vão apostar nas Cloud Kitchen, para dinamizar suas operações e testar novos produtos. 

Conforme a Abrasel, o mercado de entregas a domicílio aumenta 20% ao ano no Brasil. Então o delivery está em larga expansão. 

Dessa forma, o que sugere que o negócio das cozinhas fantasmas são ótimas possibilidades de investimento. 

Alguns aplicativos de pedido online, os marketplaces, já estão apostando fortemente nesse modelo gastronômico pela América Latina

Além disso, os donos de restaurantes ou demais investidores, que apostarem na área, deverão estar preparados para abraçar a grande quantidade de pedidos que irão chegar.

Portanto, utilizar um sistema para delivery, que seja eficiente, é essencial para o desenvolvimento do negócio. A Saipos é o software perfeito para a sua Dark Kitchen

Dark Kitchen é a nova tendência para delivery no Brasil

Modelos de Dark Kitchen 

Como já se sabe, o delivery não precisa mais estar relacionado a restaurante com salão de atendimento para existir. 

As Cloud Kitchen são locais de produção e envio de comida, sem receber o público externo. Contudo, é possível operar em dois modelos:

  • Cozinhas individuais;
  • Cozinhas compartilhadas. 

Por isso, conheça um pouco mais sobre cada um desses modelos e veja qual deles pode ser uma opção para o seu negócio. 

Cozinhas individuais

Para aqueles que desejam começar o seu negócio gastronômico, mas não tem grandes possibilidades de investimento, a Dark Kitchen se apresenta como uma solução. 

Muitos também estão fazendo a produção nas cozinhas de casa ou em pequenos locais escolhidos para montagem dos pratos e utilização dos aparelhos. 

Mas já existem grandes grupos e pequenos restaurantes que utilizam o modelo para explorar novos mercados e públicos, onde suas lojas físicas não alcançam.

Contudo, há aqueles empreendedores que usam o segmento como teste. Eles abrem uma Dark Kitchen para realizar testes de novos produtos. 

Alguns empreendedores também optam por essa modalidade para ganharem experiência e caixa, e posteriormente investirem em um negócio com espaço de atendimento presencial. 

Cozinhas compartilhadas

Neste segmento, muitos estabelecimentos operam dentro de contêineres, com mais de um restaurante delivery

Ou seja, a ideia é que o local acolha diversas Dark Kitchens, sem ligação alguma ou não, com os mais variados tipos de culinárias. 

Para mais que isso, o objetivo também é de otimizar os custos de produção e preparar alimentos em larga escala.

Além disso, as cozinhas fantasmas compartilhadas, com operadores independentes ou específicos, são ótimos locais para trocas de ideias, de tecnologias e de desenvolvimento. 

Dark Kitchen delivery 

Muitas plataformas de delivery investiram no segmento da Dark Kitchen delivery pelo mundo. Entretanto, nos últimos anos eles vêm apostando na América Latina e, finalmente, Brasil. 

Com uma divulgação automática, as Cloud Kitchen passam a ser conhecidas e receber pedidos online a partir de apps de entrega

A ideia do conceito do que é a cozinha fantasma surgiu com a popularização desses aplicativos de pedidos online

Alguns apps tem a estratégia de investir neste segmento, a partir da análise de suas bases de dados. 

Sendo assim, eles tem a informação de qual produto é mais pedido em determinada região e apostam na abertura de Dark Kitchens que possam suprir essa produção. 

Dark Kitchen Rappi 

A plataforma de entrega Rappi, que já tem mais de 200 cozinhas espalhadas por países da América Latina, anunciou no final do ano passado investimentos no Brasil. 

Portanto, a empresa disse que abriria 100 Dark Kitchen Rappi espalhadas por todo o país. 

Com isso, a ideia é oferecer cozinhas compartilhadas para pequenos empreendedores do ramo de alimentação. 

Dark Kitchen ifood

Com investimentos em Dark Kitchen iFood desde 2018 no Brasil, o app diz que está sempre atento às mudanças e tendências do mercado de foodservice. 

Com uma base de mais de 100 mil restaurantes e processando milhões de pedidos diariamente, o aplicativo se destaca entre os marketplaces. 

Dark Kitchen Uber Eats

A Dark Kitchen Uber Eats teve um crescimento superior a 15 vezes em número de cozinhas fantasmas cadastradas no app. 

Portando, a plataforma também está atenta aos movimentos e tendências do mercado. Por isso, sempre busca  investidores para o segmento. 

A proposta da empresa é atingir novos públicos, sem complicação. Hoje a Uber Eats já tem mais de cinco mil estabelecimentos Cloud Kitchen espalhados pelo mundo. 

Como montar uma Dark Kitchen?

Dessa maneira, para operar o empreendedor precisará ter apenas uma cozinha, funcionário para o preparo dos pedidos, um cardápio e estar ligado a um app de delivery

Entretanto, por mais que não se tenha atendimento ao público, é necessário ter bons equipamentos que deem conta da alta demanda de pedidos via apps. 

Além disso, saber como montar uma Dark Kitchen pode variar de acordo com segmento da alimentação que o negócio estiver inserido. 

Contudo, há aparelhos básicos que qualquer estabelecimento delivery necessita para operar. Confira! 

  • Sistema de exaustão;
  • Fogão profissional;
  • Forno;
  • Fritadeira;
  • Chapa;
  • Refrigeradores;
  • Congeladores. 

Dark Kitchen Brasil e o “Mise en place

Sinônimo de organização, o Mise en place é essencial para qualquer restaurante. Contudo, quando se fala de Cloud Kitchen, ele se faz ainda mais necessário. 

Justamente por se estar em uma cozinha compartilhada ou com produção de diversos tipos de alimentos, a ordem dentro do lugar é muito importante. 

Para isso, veja algumas dicas de como seguir nesse modelo organizativo:

1) Higienização: manter o local limpo e com cada material em seu lugar, ajuda a deixar a produção mais ágil. 

Além do mais, as pias e os alimentos devem ser sempre bem higienizados. 

2) Estrutura: ter sempre uma estrutura, que comporte seus materiais ajuda na rotina da sua Dark Kitchen. 

Deixar estantes e armários organizados faz com que os insumos e equipamentos estejam sempre nos locais corretos. 

3) Organização: mantenha sempre a organização. Desde a chegada dos pedidos, passando pela produção e saída para a entrega. 

Estar no controle da situação pode evitar diversos problemas durante o processo e no dia a dia da sua cozinha fantasma. 

Dark Kitchen: case de sucesso 

A Digital Restaurant, uma startup gestora de dezenas de restaurantes voltados exclusivamente ao delivery via aplicativos, as Cloud Kitchens, em São Paulo.  

Eles liberam mais de 1000 pedidos por dia e com o Sistema de Gestão da Saipos a produção passou a ser mais otimizada e organizada. 

Logo que um pedido chega pelos aplicativos ele é importado de forma automática para o KDS (Kitchen Display System), dando agilidade na produção do restaurante.

Além disso, no momento em que o motoboy chega para retirar o pedido, há um monitor no qual ele consegue acompanhar se o pedido está pronto ou ainda em preparo. 

Sistema de Gestão da SAIPOS

A Saipos é uma startup brasileira que atua com o desenvolvimento de software para gestão de restaurantes.

Com um sistema simples, ágil e inteligente a plataforma é uma ferramenta completa para restaurantes – que pode ser adequada conforme as necessidades do negócio.

Além disso, é um dos únicos do mercado que garante a integração com os principais aplicativos de delivery do Brasil.

A Saipos possui funções que irão otimizar o tempo da operação do seu negócio, como: 

  • Gestão de cardápio;
  • Gestão financeira;
  • Controle de estoque;
  • Emissão de diversos relatórios para gerar mais tempo ao empresário.

Conheça algumas outras funcionalidades do sistema:

  • Sistema Delivery: Integração completa com os principais sistemas de venda online: iFood, Rappi, Uber Eats, Delivery Direto, Delivery App Neemo, entre outros;
  • Monitor para motoboys: Monitor para entregadores dos apps controlarem se o pedido está pronto ou não. Sem atrapalhar sua operação;
  • Monitor na cozinha: Faça a gestão dos pedidos na cozinha através de um monitor – KDS/TRP;
  • Sistema na Nuvem: Uma solução na nuvem e dashboards intuitivos. Você pode ter o controle do seu negócio de qualquer lugar;
  • Suporte: Atendimento para os clientes todos os dias da semana, inclusive feriados das 10h30 às 23h30;
  • Módulo offline: Continue a registrar vendas mesmo que a conexão com a internet seja perdida.

Agende uma demonstração do Sistema Saipos com um de nossos consultores e torne o seu negócio gastronômico simples, ágil e inteligente.

Baixe Materiais Gratuitos