FALE COM CONSULTOR SAIPOS

6 dicas restaurante japonês que vão mudar sua forma de vender!

6 dicas restaurante japonês que vão mudar sua forma de vender!

De dicas restaurante japonês a internet está cheia, por isso separamos neste texto as 6 melhores e que são decisivas para quem quer abrir um sushi ou potencializar as vendas.

Sabemos que esse nicho ainda precisa ser muito explorado, pois possui uma concorrência que não para de crescer.

Isso torna todos os restaurantes japoneses muito semelhantes, e buscar um diferencial é o  que você precisa para se tornar o mais atrativo entre tantos outros.

E antes de você descobrir quais dicas são essas, trouxemos um material grátis e de valor para você.

Aperte no banner e faça download do e-Book Como tornar Meu Restaurante Mais Eficiente!

6. Ofereça uma Experiência do Cliente completa

Nenhum modelo de restaurante pode ser mais rico em experiência do cliente como um Restaurante Japonês!

Pode acreditar, o pessoal já chega buscando as referências orientais e atendentes devidamente caracterizados.

Só com isso já é possível montar um espaço bem bacana para recepcionar os clientes, mas não se engane achando que é só isso!

A comida japonesa carrega consigo um conceito, cores, histórias e, acima de tudo, tradição.

Se você quer levar o seu cliente para uma experiência gastronômica, precisa valorizar cada detalhe da origem do seu produto.

Isso inclui mais do que apenas uma decoração temática, mas sim, um mergulho na culinária japonesa e tudo que a envolve.

Mais que isso, é preciso valorizar a aparência dos alimentos servidos e das suas embalagens, principalmente se a sua escolha for vender sushi a domicilio.

Você tem duas opções: Vender sushi por um preço popular, ou vender para um público seleto com um valor mais alto.

As duas são possíveis, porém se você quer conquistar um espaço mais requintado, pode começar desmistificando alguns conceitos que muitos restaurantes japoneses adotaram ao longo do tempo.

  • Comida japonesa não é só sushi;
  • A decoração não precisa ser só vermelho, branco e preto;
  • Montar um restaurante sem pratos “abrasileirados” não é errado.

Vamos falar um pouco mais sobre isso nas próximas dicas restaurante japonês!

5. Inovação visual, seu prato com a sua essência!

Por si só, o sushi já é uma comida linda de se servir, não é mesmo? Mas muito mais do que a aparência do próprio alimento, é preciso ter cuidado com o que lhe cerca.

Se o seu restaurante tem espaço de atendimento, a louça representa um ponto importantíssimo. 

A maioria dos estabelecimentos nesta área apostam em cores básicas que lembram o Japão: vermelho, branco e preto.

Combina? Claro que sim. O fato é que isso se tornou um padrão seguido por praticamente todos os restaurantes, ou seja, nada de inovação!

Por isso, entre nossas dicas restaurante japonês, priorizamos a diferenciação da forma de apresentar o produto.

Optar por cores completamente fora da cartela convencional dos sushis é uma grande aposta!

E se o seu restaurante for um sushi delivery, vale a pena inovar também nas embalagens, com cores e materiais também diferenciados.

Dica extra: Embalagens promocionais

Essa ideia já tem sido colocada em prática por alguns restaurantes brasileiros. Trata-se de aproveitar as datas comemorativas para entregar as peças em embalagens temáticas.

Mais que isso, inovar no material dos invólucros é uma ótima pedida, principalmente se ele puder ser reutilizado.

Assim, o cliente poderá guardá-lo e sempre verá a marca do seu restaurante dentro de casa.

Ah! E quanto aos valores, é possível pesquisar e conseguir um preço acessível. Mesmo que mais caro que o convencional, vale a pena por ser um tipo de fidelização.

4. Tenha modelos de operação bem definidos

Conversamos com alguns donos de sushi e em unanimidade eles consideram esse quesito super importante.

Quando falamos em modelos de operação, nos referimos à venda presencial (que pode ser rodízio de sushi, à la carte…) e delivery.

Muitos restaurantes atuam nas duas modalidades, mas para quem tem um sushi e está começando agora, é preciso atenção.

Trabalhar com comida japonesa requer o manuseio apropriado de frutos do mar e peixes muito sensíveis, como o salmão. 

Por isso, qualquer atraso pode interferir na qualidade da entrega do prato.

Nesse caso, para lhe ajudar a evitar conflitos, o melhor é iniciar o negócio focando apenas no delivery, ou no presencial.

Quem opta pelos dois sem experiência alguma, acaba fazendo com que os clientes do salão esperem muito mais e ainda tenham que presenciar o tumulto de entra e sai dos entregadores.

E quem pediu para comer em casa não sai ileso. O atraso na entrega prejudica muito a visão do cliente sobre a sua marca, e contribui para que ele busque um concorrente!

Para te ajudar em todo o processo de atendimento, preparamos um material exclusivo com 11 Dicas para Melhorar o seu Atendimento! Aperte no banner e baixe grátis!

3. Tenha metas diárias e mensais

Ter metas é muito importante em qualquer tipo de restaurante, e decidimos colocar este tópico entre nossas dicas restaurante japonês porque ela representa muito impacto nos seus resultados.

Então, o que precisa ser feito é definir uma meta de vendas mensal, e quebrar o valor em vendas diárias.

Imagine que a sua meta diária é de R$ 1.000,00. Ao decorrer do dia, é possível observar se há chances do valor ser batido, ou não.

Nesse momento, você pode tomar duas iniciativas: 

Agir estrategicamente para vender mais e bater o número (ou ao menos se aproximar da meta).

Entender que naquele dia as vendas não chegaram ao que você precisava e, frente a isso, desenvolver um plano de vendas agressivo para o resto da semana, a fim de compensar a falha.

2. Mudança Periódica no Cardápio 

Mais uma dica restaurante japonês fundamental é a mudança periódica no cardápio japonês.

Mesmo que os itens do seu menu sejam excelentes, após meses e meses os consumindo, o cliente vai se acostumando com as características de cada prato.

Assim, o que era delicioso no início, passa a se tornar menos atraente, e até mesmo enjoativo.

Por isso, a melhor maneira de manter a clientela apaixonada pela sua comida, é manter o cardápio renovado.

Um ano com uma lista de receitas é suficiente, após esse período já dá para trazer novos pratos, remover outros e modificar os mais pedidos, trazendo um “a mais”.

E se você quiser uma ajudinha para modificar o seu cardápio, aperte no banner e Baixe Grátis nosso guia específico com esse tema!

Monte o melhor cardápio para seu restaurante e conquiste muitos clientes.

1. Dica de Ouro: use a tecnologia a seu favor!

A última das dicas restaurante japonês tem a ver com toda a sua operação, seja ela delivery, mesa ou ticket.

Um restaurante  de sushi com mais tecnologia na gestão, é um restaurante com mais tempo hábil para desempenhar um bom atendimento.

Além disso, desde o primeiro contato do cliente com o seu negócio, ter uma comanda eletrônica, por exemplo, passa uma visão de empresa moderna e atual, o que é ótimo para sua imagem.

Por isso, a nossa dica de ouro é: utilize um sistema de gestão para seu sushi!  Mas não qualquer um, e sim, um sistema completo como só a SAIPOS pode oferecer!

A Saipos é o software de gestão para restaurantes que mais cresce, trazendo constantemente soluções inovadoras para o seu negócio.

Você é livre para ignorar essa dica, mas sugerimos de verdade que aperte no banner abaixo e conheça o que o nosso sistema tem a oferecer.

E já te garanto, são melhorias e automatizações para todas as etapas dos seus processo!

Resumo

Conheça todas as Integrações da Saipos!