QUERO FALAR COM CONSULTOR

Emissor Gratuito de NFe: Quais são as vantagens e para o que serve?

O que é Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)?

Antes de correr atrás de um emissor gratuito de NFe, você precisa entender o que é este documento.

A nota fiscal eletrônica nada mais é do que um recibo obrigatório que serve para registrar as transações feitas na hora da compra ou venda de um produto ou serviço.

Ela ainda serve para o recolhimento de impostos e o não uso dela é considerado sonegação fiscal.

Todo o consumidor tem direito de exigir a sua nota fiscal em qualquer tipo de transação comercial.

O processo de emissão dela é bem simples, feito via internet, e com validade garantida por uma assinatura digital.

A NFe faz parte do projeto do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) que foi adotado pelo governo através de um decreto firmado em janeiro de 2007.

Para que serve uma nota fiscal?

A nota fiscal é um documento que existe para registrar a troca de valor ou de propriedade. Ou seja, oficializa os vínculos financeiros de uma organização.

É com ela que você cria um histórico para ser consultado pelo Fisco, pela empresa e pelo cliente.

Isso quer dizer que é com a NFe que você consegue comprovar a compra e a venda das mercadorias e de serviços, transferência de bens ou devoluções de mercadoria, por exemplo.

A grande vantagem deste documento é a proteção entre negócios e clientes, que garante os direitos e os deveres de cada um.

E, da mesma, forma isso acontece com o pagamento dos tributos relacionados à transação.

Emissor Gratuito de NFe, existe?

Quem está querendo saber se existe um emissor gratuito de NFe pode ficar aliviado, pois há sim uma versão grátis disponível.

Atualmente, existe apenas um emissor gratuito deste documento fiscal, que é uma parceria entre o Sebrae e a Sefaz.

Desde 2017 o Sebrae disponibiliza um sistema totalmente gratuito para todos os empreendedores que precisarem deste serviço.

Essa é uma ótima opção para os empresários que quer mais simples no seu dia a dia. Mas saiba que ele não será tão eficiente se você precisar de funções mais amplas.

As funcionalidades deste sistema emissor gratuito de NFe é limitado e oferece quatro funções:

  • Emissão e gerenciamento de NFe e CTe;
  • Exportação do arquivo XML;
  • Impressão do DANFE e DACTE;
  • Cadastro de clientes e transportadoras.

Nada além disso pode ser feito por este produto. Mesmo com limitações, não tem como negar que ele é vantajoso, mas ainda é indicado que você busque por um software pago.
 

 

Vantagens de um software emissor de NFe

Usar um emissor gratuito de NFe pode solucionar o seu problema, desde que ele seja usado apenas para as tarefas mais básicas.

Se você é uma dessas pessoas que está querendo adquirir um sistema de emissão, é bom conhecer o que é possível fazer com ele.

Faça uma pesquisa sobre as vantagens que um software emissor de NFe pode oferecer ao seu negócio.

Em geral, a grande maioria deles dispõe das seguintes atividades:

    • Calcular automaticamente os impostos;
    • Controlar o histórico das compras de um cliente, sabendo tudo o que ele já adquiriu e quanto pagou;
    • Diminuição de erros nos processos causados por falha humana;
    • Elimina os trabalhos manuais, disponibilizando mais tempo para as demais tarefas;
    • Emitir a Nota Fiscal Eletrônica de Serviço em lote;
    • Envio de Danfe e de XML em apenas um clique e por e-mail;
    • Facilidade de extração de relatórios mensais para fazer a avaliação do montante, da quantidade de notas fiscais emitidas e canceladas e o tempo médio do processamento;
    • Facilidade na hora de preencher as notas fiscais eletrônicas;
    • Fazer cadastro dos seus clientes de maneira unificada;
    • Geração de arquivos em Danfe e em XML;
    • Inserção automática de dados dos clientes de acordo com a utilização de outros sistemas;
    • Retenção do ISS de maneira automática e sem a ocorrência de erros;
    • Sistema próprio, ou seja, sem a necessidade de ir ao site da prefeitura para efetuar o processo.

Como emitir nota fiscal eletrônica?

Quem não quiser utilizar o emissor gratuito de NFe, pode utilizar um software que seja desenvolvido exclusivamente para isso.

Mas, para saber como emitir a NFe da maneira correta é preciso cumprir alguns requisitos, já que se trata de um documento de cunho fiscal.

A primeira coisa a se fazer é a homologação, que é feito junto à Sefaz do seu estado. Este processo nada mais é do que um autorização do governo para fazer a emissão.

Em seguida, você deve adquirir um Certificado Digital, que precisa ser de acordo com a hierarquia ICP Brasil (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação).

Depois de tudo isso feito, está na hora de buscar um sistema emissor de NFe. Quando esse momento, tenha em mente se o software irá mesmo ajudar você.

Opte por uma ferramenta de fácil acesso e que não deixe você na mão por ser complicada demais.

Credenciamento na Secretaria da Fazenda

Lembre-se que para que um empresa fazer a emissão de NFe é preciso fazer um cadastro na Secretaria da Fazendo do seu estado e conseguir a autorização do órgão.

Isso também pode ser feito pelo portal da Sefaz. Lá é possível ainda ter instruções para o cadastro da sua região.

Em geral, o cadastro permite ao contribuinte um nome de usuário e senha para poder acessar o ambiente de teste/homologação.

Além disso, permite fazer o teste do software de emissão de NF-e para verificar se está dentro das normas da Secretaria da Fazenda.

Quais são os tipos de nota fiscal eletrônica?

Hoje em dia existem diversos tipos de notas fiscais e você precisa ter conhecimento delas para fazer a emissão correta. Confira!

Nota fiscal de produto (NF-e): também conhecida como nota de mercadoria ou de venda, esta modalidade é usada quando existe a compra de um produto feito em e-commerces ou em lojas físicas.

Nota fiscal de serviço (NFS-e): o documento é usada nas prestações de serviços de qualquer tipo, como clínicas médicas, escolas, academias e até consultorias em geral.

Na internet, ela é muito usada nas vendas de cursos online e afins. Então, o indicado é ela seja emitida por produtores digitais.

Nota fiscal de consumidor (NFC-e): este novo modelo de nota fiscal foi criada para para substituir os cupons fiscais, que são usados no varejo.

Baixe a Tabela de NCM's para Restaurante, Bar, Lanchonete e Delivery