QUERO FALAR COM CONSULTOR

Fluxo de caixa diário: Como fazer?

Conceito de fluxo de caixa diário 

O conceito de fluxo de caixa diário é bem fácil, já que se trata de um meio de analisar seu saldo disponível e, assim, facilitar o seu balanço. 

Mas, para que ele realmente faça diferença e ajude você, é necessário anotar as suas entradas, saídas e resultados. 

Nada disso pode ser estimado, é preciso informar o valor certo e anotado todos os dias, isso porque, como o próprio nome já diz, o fechamento do fluxo acontece diariamente. 

E para ter um controle realmente efetivo, é indicado que mais uma vez use as planilhas de Excel

A nossa planilha de fluxo de caixa vai ajudar você na organização das suas informações financeiras de forma simples ágil e inteligente.

Fluxo de caixa diário, como fazer?

Utilizando ou não uma planilha, é importante que você saiba como fazer fluxo de caixa diário. 

Se você optar por não usar este método, tenha em mente o que é preciso anotar para controlar o seu caixa. 

Basicamente, você vai precisar ficar de olho nas seguintes informações: 

  • Entradas;
  • Saídas (despesas operacionais, fornecedores e entre outros);
  • Saldo final diário;
  • Lucro (líquido e bruto). 

Estes são os principais dados para manter o seu fluxo de caixa diário saudável e correto. 

Planilha de fluxo de caixa diário

Uma planilha de fluxo de caixa diário vai exigir muita dedicação e conhecimento do seu negócio. 

Mas isso não quer dizer que você não consiga ou que tenha que pular esta etapa. Jamais! 

Essa ferramenta vai ajudar a sua empresa a crescer cada vez mais se for sempre atualizada. Entendido? 

Confira abaixo o passo a passo de como fazer um planilha para seu controle financeiro: 

Fluxo de caixa diário_como fazer-SAIPOS- Sistema para Restaurantes
  • Separe as entradas e saídas em categorias

Deixe separado em colunas as entradas e saídas do seu fluxo de caixa diário para não confundir. 

Caso as informações sejam trocadas ou confundidas, seu resultado final sofrerá alterações que podem ter sério danos no futuro. 

Então lembre-se: esses dois itens não são da mesma natureza e não podem ficar na mesma somatória. 

O que são entradas e saídas? 

Saídas

As saídas são as quantias que saem do seu empreendimento. Seja lá qual for a natureza delas, todas devem ser divididas em três grupos: 

  • Despesas operacionais: são os gastos administrativos do da empresa, como conta de telefone, salário dos funcionários, aluguel e entre outros;
  • Fornecedores: tudo o que é gasto para pagar os fornecedores;
  • Outras saídas: são os gastos inesperados, que não aparecem todo mês, como os investimentos, por exemplo.

Para ter um controle melhor do seu controle de caixa, é indicado que divida ainda mais as suas saídas.

Divida as saídas em:  despesas com matéria-prima, deslocamento, comissão de produtos ou vendas, empréstimos, salários, contas e impostos.

Tenha em mente que estes gastos podem variar de acordo com o estabelecimento, então não existe uma fórmula exata. 

Entradas

As entradas são todo o dinheiro que entrar no seu negócio. Não importa qual seja a forma de pagamento ou serviços. 

Dependendo o tipo de empreendimento, o estilo de pagamento pode variar, então o valor de entradas também irá sofrer variações de um mês para o outro. 

Esses são os dois itens principais para controlar qualquer tipo de fluxo de caixa. Ou seja, você usá-los no modelo operacional, mensal, simples e até descontado!

Estamos aqui para ajudar você com o fluxo de caixa do seu restaurante.
  • Registre as entradas e saídas

Depois de classificar as entradas e saídas da sua planilha de fluxo de caixa diário, é hora de registrar estes dados. 

O lançamento correto das entradas e saídas é um fator importante para o controle financeiro e para as interpretações futuras. 

Se algo estiver errado ou não for registrado, você não vai conseguir identificar se o seu empreendimento está realmente saudável ou gerando o lucro que precisa. 

  • Identifique o saldo final diário

O saldo final é uma das informações que você não pode deixar de olhar, já que é responsável por mostrar quanto dinheiro você tem em caixa no final do expediente.

Como todo dia começa com um saldo inicial, do dia anterior, basta apenas somar com este valor todas as entradas do dia e diminuir todas as saídas.

O valor final encontrado será o resultado do seu saldo final diário. 

  • Entenda como o lucro é gerado 

O lucro do fluxo de caixa diário é o valor da venda menos os custos envolvidos. 

Então, se você vender um produto que tenha o custo de R$ 15 e vender por R$ 25, seu lucro foi de R$ 10 reais. 

Mas, subtrair o custo com matéria-prima não é o suficiente. Para que o seu produto  fique pronto para venda, é necessário considerar o trabalho para desenvolvê-lo, 

Por isso, para conseguir identificar o lucro na sua planilha de fluxo de caixa diário é preciso considerar todos os gastos do mês e diminuir pelo valor gerado com as vendas.  

E saiba que existem dois conceitos de lucro utilizados: líquido e o bruto.

  • Lucro líquido: é a receita total do seu estabelecimento –custos variáveis + custos fixos. Aqui os impostos pagos também podem ser considerados.
  • Lucro bruto: não leva em consideração os custos fixos da produção, como, por exemplo,  impostos, aluguel de sala e salários dos funcionários.
Fluxo de caixa diário_como fazer-SAIPOS- Sistema para Restaurantes

Como fazer a formatação da planilha fluxo de caixa diário? 

Ainda falando sobre a organização do fluxo de caixa diário, temos a formatação da planilha. 

Com um documento simples você já consegue organizar seu financeiro perfeitamente, mas é sempre bom falar sobre o local de cada informação. 

Veja abaixo a estruturação básica para sistematizar todo o seu fluxo de caixa diário

1. Estrutura

Comece desenvolvendo um cabeçalho com tudo que for mais importante. Coloque informações como: 

  • Saldo Anterior (valor em caixa no dia anterior); 
  • Saldo do dia (total em caixa no dia); 
  • Saldo Atual (soma do saldo anterior com o saldo do dia); 
  • Descrição (descrição da movimentação de entrada ou saída); 
  • Receita (valor das entradas); 
  • Despesa (valor das saídas); 
  • Movimento (Total de entrada/saída de cada movimentação). 

2. Colunas 

Para que o preenchimento da sua organização de fluxo de caixa diário seja mais fácil de entender, é indicado que você formate as linhas e colunas. 

É muito simples de realizar este passo, basta você usar as ferramentas do próprio Excel e ajustar as colunas conforme o que você deseja 

Além disso, tem como colorir as linhas e colunas. Usar cores ajuda a identificar melhor o que você quer localizar. 

3. Preenchimento 

Não deixe de preencher nunca as linhas. Se você quer saber como fazer uma planilha de fluxo de caixa diária, não esquecer de fazer anotações. 

Como o próprio nome já diz, esta é uma tarefa diária. Coloque os valores nos locais apropriados e faça a somatória dos algoritmos. 

Caso a sua lista esteja correta, você conseguirá identificar tudo o que entrou e saiu durante o período que seja conferir. 

O objetivo real do fluxo de caixa, independe do tipo dele, é realizar a projeção de tudo que o seu negócio tem para receber e para pagar. 

Lembre-se que o não uso dele pode sim gerar sérios problemas, como a falência do local. 

E você não quiser usar planilhas, ainda pode usar um software que ofereça este serviço. 

A Saipos é uma das empresas que oferece esta vantagem com um sistema simples, ágil e inteligente, além de materiais gratuitos para download. 

Está preparado para usar o fluxo de caixa diário e ter ainda mais sucesso no seu empreendimento? 

 

Fluxo de caixa: Conheça esta ferramenta!