QUERO FALAR COM CONSULTOR

8 dicas de fluxo de caixa empresa!

As 8 dicas de fluxo de caixa empresa são a maneira de garantir que o local terá uma boa saúde financeira.

Isso porque elas consistem em atividades bem básicas e eficientes, como:

  • Determinação de um período de controle;
  • Entendimento do saldo de todas as contas;
  • Registro das contas a pagar e a receber;
  • Atualização do fluxo de caixa empresa;
  • Informação do saldo com o fluxo de caixa;
  • Organização financeira;
  • Causas dos saldos negativos;
  • Cuidado do ciclo operacional.

E a razão de tudo isso é porque o FC é o responsável pelo controle de entradas e saídas de um empreendimento.

A sua importância é tão grande, que existem diversos tipos dele, um para cada situação diferente.

Sendo assim, você pode optar desde um fluxo de caixa empresa mais simples, até um que controle a projeção ou operação.

Independente do modelo que você escolher, todos eles devem seguir uma organização. O que irá mudar mesmo serão os valores.

Confira abaixo mais detalhes sobre estas dicas e do que fazer para ter um bom fluxo de caixa empresa!

Nesta planilha você conseguirá organizar as informações financeiras.

A nossa planilha de fluxo de caixa vai ajudar você na organização das suas informações financeiras de forma simples ágil e inteligente.

1. Determine um período para controlar

Quando se fala em fluxo de caixa empresa, é necessário estabelecer um período para começar as análises financeiras.

O primeiro passo, então, é decidir se você prefere controlar as entradas e saídas de forma diária, semanal ou mensal. 

Independente disso, é aconselhável que, a cada movimentação, faça anotações específicas do que girou.

2. Entenda o saldo de todas as contas

Para realmente entender um fluxo de caixa, é preciso reunir todos os saldos da empresa até o momento.

Isso inclui desde as contas bancárias até o dinheiro disponível no caixa do local, caso tenha um.

Guarde estes valores para que seja o seu ponto de partida para controlar o FC. A dica é elaborar uma planilha de fluxo de caixa empresa.

Assim você terá todos os valores que precisa para analisar de uma forma mais panorâmica.

Crie o hábito de fazer anotação, isso irá ajudar muito a ter um controle financeiro saudável.

3. Registre as contas a pagar e a receber

Um dos princípios do fluxo de caixa empresa é o registro de tudo que você precisa pagar, como os fornecedores e pagamentos de clientes, por exemplo.

Então, se a companhia comprou ou vendeu a prazo, é importante acompanhar as datas de vencimento.

Tente evitar a geração de juros ou multas por atraso. Além disso, é interessante receber o acerto dos clientes em dia.  Procure organizar um tipo de política que estabeleça isso.

Um dos princípios do fluxo de caixa empresa é o registro de tudo que você precisa pagar.

4. Mantenha o fluxo de caixa empresa em dia

O grande truque do fluxo de caixa empresa está em uma atividade muito simples: anotações em tempo real das entradas e saídas de dinheiro.

Não tem como negar que fica difícil de fazer isso no dia a dia, mas não ter disciplina em relação isso pode gerar resultados negativos.

Crie o hábito de fazer anotação, isso irá ajudar muito a ter um controle financeiro saudável.

Esta prática pode ajudar até na consulta do fluxo de caixa empresa, já que a qualquer momento você vai poder verificar as suas movimentações.

Essa ferramenta de gestão é a maneira de garantir que o local está com uma boa saúde financeira.

5. Informe sempre o saldo com seu fluxo de caixa

O fato de haver saldo em caixa no final de um período não quer dizer que há lucro e tampouco prejuízo em seu negócio.

É por isso deve haver muito cuidado com a conferência frequente do fluxo de caixa empresa!

Quando há, todos dias, saldos elevados, sejam eles positivos ou negativos, há indícios de que o local precisa se organizar melhor.

Essa visão colabora para realizar os investimentos necessários para melhoria do empreendimento.

Desta forma, você ganha gordura em negociação de prazos para aplicar parte do lucro.

6. Melhore sua organização financeira

Quando se aplica a análise de fluxo de caixa empresa de maneira concisa em seu negócio você está criando caminhos para o crescimento da sua companhia.

Mas não apenas isso, já que você também tem maiores chances para se livrar de situações ruins.

Estamos aqui para ajudar você com o fluxo de caixa do seu restaurante.

7. Verifique a causa dos saldos negativos

Parece óbvio, mas o que muita gente não faz é tentar descobrir o que está causando os saldos negativos na empresa.

Algumas dessas causas abaixo podem estar prejudicando o seu negócio:

  • Atraso nos recebimentos;
  • Alta taxa de inadimplência;
  • Queda repentina nas vendas;
  • Atraso nos recebimentos dos clientes;
  • Diferenças entre os prazos de recebimentos e pagamentos.

Se o seu negócio obtiver uma variação de vendas entre meses e sem um planejamento, buracos no fluxo de caixa empresa irão acontecer.

Ter uma reserva de capital pode ajudar a segurar as pontas caso hajam problemas.

8. Cuida de ciclo operacional

Ciclo operacional são todas as atividades de compra e venda de mercadorias e serviços da empresa em curto prazo e os seus respectivos pagamentos e recebimentos.

A  imagem abaixo nos dá uma ideia de um ciclo operacional para uma empresa fabricante de produtos:

Entendendo o ciclo operacional

A empresa realiza compra (ponto A) sendo que o seu fornecedor recebe também recebe parcelado (ponto B).

Nesse período o produto ainda está em processo de produção. Quando o produto está pronto, conta-se o período para venda ( ponto C).

Como a empresa vendeu a prazo, o recebimento pela venda ocorrerá em data futura (ponto D).

Nesse esquema especificamente, a empresa poderá tomar algumas decisões em sua administração financeira como liquidação de estoque, antecipação de recebíveis, prorrogação de pagamentos, etc.

Controlar a gestão do fluxo de caixa de um empresa, enfim, é fundamental para o dono do negócio tomar decisões mais assertivas.

Conclusão: De forma sintética podemos compor o fluxo de caixa da seguinte forma:

  • Faça o registro diário de entradas e saídas;
  • Projete os pagamentos e recebimentos futuros;
  • Análise o saldo diariamente e em períodos futuros;
  • Em situação deficitária, tome decisão sobre necessidade de capital de giro;
  • Em situação superavitária, tome decisão sobre investimento e aplicação do recurso.

Escolha qual é o melhor fluxo de caixa e aplique no seu negócio para a sua operação.

Escolha qual é o melhor fluxo de caixa empresa é melhor para a sua operação.

Quais tipos de fluxo de caixa podem ajudar a empresa?

Você pode sim escolher qual é o melhor fluxo de caixa empresa é melhor para a sua operação.

E ainda existem diversos tipos deles. Conheça agora alguns dos que mais podem ajudar o seu empreendimento!

Fluxo de caixa operacional

O fluxo de caixa operacional ajuda na análise dos gastos e receitas da empresa sob um tempo determinado.

Ele contabiliza as transações financeiras ligadas a suprimentos e monitoramento do estoque e pagamento de funcionários, etc.

Fluxo de caixa projetado

O fluxo de caixa projetado não contabiliza os valores que já foram efetivamente presentes ou retirados do orçamento empresarial.

Esta ferramenta analisa receitas futuras assim como os gastos que possam acontecer, ajudando a empresa  ficar alerta à eventuais problemas e possibilitando o negócio no gerenciamento pagamentos e recebíveis.

Esta ferramenta analisa receitas futuras assim como os gastos que possam acontecer.

Fluxo de caixa indireto

O cálculo do fluxo de caixa indireto refere-se ao Demonstrativo Resultado do Exercício (DRE) para ajudar a empresa em sua análise de lucro e prejuízo em período específico.

O que é DRE?

A Demonstração do Resultado do Exercício é um relatório usado para demonstrar, de maneira resumida, as operações feitas por uma empresa. 

É na DRE que são confrontadas as contas de receitas, investimentos, custos e despesas. 

Além de feita anualmente, esta ferramenta sempre irá evidenciar a formação do resultado líquido do negócio. 

Fluxo de caixa para investimentos

O fluxo de caixa para investimento é o  fruto da análise feita para identificar o que sobrou das atividades operacionais  da empresa.

Essa análise ajuda a empresa a se preparar e entender se é possível aguentar os riscos de investimentos.

Fluxo de caixa livre

O fluxo de caixa livre auxilia na hora de  avaliar se sua empresa possui ou não a capacidade de gerar capital de giro em períodos curtos e médios.

Deve-se fazer uma projeção para esse tipo de avaliação, é preciso analisar um período de entre 60 e 90 dias.

Fluxo de caixa como fazer?