QUERO FALAR COM CONSULTOR

Fluxo de caixa: O que é?

Fluxo de caixa o que é?

fluxo de caixa é uma ferramenta usada para fazer o controle financeiro do seu negócio.

Ele permite visualizar todas as entradas e saídas de dinheiro de um estabelecimento. Desta forma, você consegue saber onde está gastando.

Além disso, é possível acompanhar as receitas, permitindo que entenda melhor o seu faturamento e monte estratégias para os próximos meses.

Fazer e acompanhar o controle de caixa são tarefas básicas em qualquer tipo de empreendimento.

Além disso, ele ajuda a evitar endividamentos, gastos desnecessário e até a falência.

Fluxo de caixa conceito de como usá-lo 

fluxo de caixa tem um funcionamento bem básico se você unir as informações certas para controlá-lo.

Isso quer dizer que, para o uso correto dele, é necessário ficar atento na movimentação da sua loja, empresa, restaurante e demais investimentos.

E este é justamente o conceito do fluxo de caixa: ter controle das entradas e saídas. Mas como fazer isso? Ficando de olho em três fatores:

  • Recebimentos;
  • Pagamentos; 
  • Previstos.

Os recebimentos se tratam das vendas à vista, duplicatas e afins; Os pagamentos incluem todos os seus gastos com o negócio e para ele; E os previstos, são os pagamentos e recebimentos conhecidos ou esperados dentro das necessidades do estabelecimento.

Quando você começar implementar o fluxo de caixa, é normal que surjam algumas dificuldades.

Se isso acontecer, lembre-se de utilizar os itens citados acima. Além disso, é sempre interessante reunir as informações em uma planilha de excel. 

Seja ela de fluxo de caixa diário ou mensal, é de extrema importância usar este recurso. Escolha o que melhor se encaixa com a sua necessidade e baixe agora mesmo!

Como ter um fluxo de caixa eficaz?

Organizando e anotando as tarefas financeiras da sua empresa, loja, restaurante ou seja lá qual for seu tipo de negócio.

O segredo é manter a organização, esta é a chave para ter um empreendimento saudável.

Mas, além de um bom controle, você vai precisar ficar de olho em outros fatores. Confira:

  • Registre valores, prazos (se foi à vista ou a prazo) e as formas de pagamento (dinheiro, cartão, cheque, entre outras);
  • Faça uma reserva para situações de imprevistos ou mesmo no caso de clientes inadimplentes;
  • Mantenha os dados constantemente atualizados;
  • Realize uma análise periódica do que está sendo registrado;
  • Organize sua rotina diária: registre todas as transações financeiras, desde um simples cafezinho até um lanche no final do dia;
  • Utilize um software de gestão para o fluxo de caixa.

A Saipos está preparada para ajudar você com materiais completos sobre Fluxo de Caixa e toda a parte de controle financeiro. 

Além disso, somos um sistema de gestão que oferece esta ferramenta de forma simples, ágil e inteligente.

Fluxo de caixa o que significa?

Muita gente ainda se pergunta sobre o fluxo de caixa e o que significa. Isso porque quando se trata de finanças, as coisas podem exigir um controle muito rigoroso.

Todavia, o significado deste termo é muito fácil de compreender, já que é uma ferramenta de controle de tudo que entra e sai no seu negócio.

Ou seja, sempre que você fizer uma venda ou compra de alguma coisa, deve anotar esta informação. 

Lembre de dar detalhes sobre esta movimentação, como: para onde foi o dinheiro, o que foi vendido e, claro, de quanto foi a entrada e a saída.

fluxo de caixa se trata da acumulação de ativos líquidos em certo período, normalmente diário ou mensal.

Para que tudo fique organizado, é indicado que monte uma planilha, isso vai ajudar tanto na praticidade quanto na sua visão sobre a situação financeira do seu negócio.

O fluxo de caixa vai mesmo ajudar meu negócio? 

Sim! Aliás, só de você saber o que é fluxo de caixa, conceito ou o que ele significa já é uma grande ajuda para o seu negócio.

Quando você conhece uma ferramenta assim e sabe como implementá-la, automaticamente, estará criar processos para o avanço do seu investimento.

Além disso, este recurso ainda vai sim ajudar a expandir as vendas e ajudar a controlar o estoque. Mas os benefícios não acabam por aqui.

Confira agora 8 vantagens de usar fluxo de caixa na sua gestão financeira:

  1. Monitoramento da folha de pagamento;
  2. Precisão de todos as entradas e saídas;
  3. Controle efetivo das despesas; 
  4. Agilidade de contabilidade e processos financeiros;
  5. Alinhamento de todos os pagamentos e processos; 
  6. Controle de estoque mais eficaz;
  7. Maior visão de investimento;
  8. Identificação da situação financeira. 

Demonstração de Fluxo de Caixa

Agora que a questão sobre fluxo de caixa foi entendida, está na hora de entender outro processo: A Demonstração de Fluxo de Caixa. 

DFC é usada para relatar todas as movimentação feitas pela empresa em determinado período.

O objetivo dela é ajudar na organização das informações e detalhar a origem de todos os recurso no empreendimento.

Essa ferramenta será a responsável por indicar quais são as contas e aplicações de liquidez que devem ser feitas imediatamente.

A partir da Demonstração de Fluxo de Caixa é possível analisar a atual situação do seu negócio e a capacidade de gerar caixa e equivalentes de caixa.

Qual o tipo de fluxo de caixa devo usar? 

O tipo de fluxo de caixa que você deve usar vai depender muito da sua necessidade. Este é o primeiro passo para começar.

Analise bem o que está precisando, o que deseja controlar e organizar. Com isso em mente, vá em busca de conhecer as variações desta ferramenta.

Para ajudar você na escolha, confira abaixo uma lista com os principais tipos de fluxo de caixa e a sua área de colaboração:

  • Fluxo de caixa operacional: serve para demonstrar os resultados e variações obtidos pela empresa em determinado período de tempo.
  • Fluxo de caixa direto: cataloga todos os valores que entraram e saíram, mas não realiza o desconto. Considera a forma bruta.
  • Fluxo de caixa indireto: analisa os Demonstrativos de Resultados do Exercício – DRE. Não se baseia exclusivamente os ganhos e perdas, já que considera as variações de mercado.
  • Fluxo de caixa livre: serve para mensurar a capacidade de crescimento do capital a curto, longo e médio prazo.
  • Fluxo de caixa descontado: é usado para avaliar o capital de uma empresa e geralmente é usado em processos de compra e venda de empresas.
  • Fluxo de caixa para investimentos: calcula uma linha segura que um estabelecimento ou empresa pode fazer sem que ponha em risco uma quantia muito significativa.
  • Fluxo de caixa projetado: nada mais é que uma tabela onde o administrador financeiro controla potenciais perdas e ganhos futuros.

Quando usar Fluxo de Caixa?

É importante que você use esta função para a gestão financeira de qualquer negócio. Seja ele um restaurante, empresa, loja ou afins.

Não importa qual seja o setor ou porte do local, todo o tipo de comércio ou empresa deve ter um controle de fluxo de caixa coerente.  

Por isso, é necessário que você comece a usar esta ferramenta assim que o seu negócio começar a funcionar.

Não deixe isso apenas para o quando a sua empresa estiver maior. Comece assim que possível.

Exemplo de fluxo de caixa

Se você ainda está com alguma dúvida para entender como fazer o fluxo de caixa, nós separamos alguns exemplos para que o controle do seu caixa seja feito da melhor forma possível.

Mas lembramos que é muito importante que você tenha claro o que é a entrada e a saída da sua empresa e que tenha essas informações sempre organizadas.

Outro exemplo que trazemos para que você entenda como é esse processo de controle de fluxo de caixa:

Primeiro cenário: sua empresa cria uma semana de promoção, com vários descontos, com o intuito de conquistar mais clientes.

Com essa ação, você vendeu 35% a mais do que tinha previsto. Obtendo assim, um faturamento de R$ 90 mil.

Segundo cenário: ao fazer o registro das receitas e das despesas da sua empresa naquele período, você percebeu que essa ação promocional fez seus gastos subirem.

Dessa forma, somando todos os valores, obteve um custo total de R$ 88 mil.

Terceiro cenário: infelizmente a ação não superou as suas expectativas.

A estratégia promocional que estava prometendo altos lucros, na verdade quase gerou saldo negativo.

Esse é um bom exemplo de que saber como fazer o fluxo de caixa pode te ajudar a ter controle das finanças da sua empresa.

Lembramos também da importância da atualização do seu fluxo de caixa. Manta uma periodicidade é essencial, seja diária, mensal ou semanal.

Nós sugerimos que manter uma atualização diária facilita na organização das informações e na análise dos resultados.

Mas isso fica a critério da sua disponibilidade e organização. O importante é que saiba como fazer o fluxo de caixa.

 

Fluxo de caixa: Conheça esta ferramenta!