QUERO FALAR COM CONSULTOR

Saiba quais são as melhores dicas de gestão para restaurantes

Saiba quais são as melhores dicas de gestão para restaurantes

A gestão para restaurantes precisa ser feita corretamente, só assim será possível alcançar a lucratividade esperada.

No entanto, gerir um restaurante não é algo fácil, é uma tarefa que requer muita atenção e é por isso que a Saipos preparou este guia de gestão para restaurantes.

Aqui você encontrará uma lista com dicas, ideias, e também truques para economizar tempo e dinheiro no seu negócio, confira!

1. Tenha um plano de negócio

O primeiro passo antes de abrir  um restaurante, é montar um plano de negócios. Isso quer dizer que você precisará destinar um período para levantar informações sobre o projeto em andamento.

Portanto, os dados que você precisa considerar para incluir no seu plano de negócios são:

  • Descrição do seu restaurante e o diferencial dele;
  • Metas e objetivos;
  • Descrição do perfil dos empreendedores e dos funcionários;
  • Quais serão os produtos e o conceito do negócio;
  • Público alvo.
  • Localização;
  • Qual será o investimento total.

Lembre-se que o plano de negócios é como um mapa que você deve seguir. Então, sem  ele fica muito mais difícil manter a organização sem se atrapalhar.

O plano de negócios funciona como um mapa para por em prática o projeto de montar um negócio.

2. Cuide do financeiro

A organização financeira é fundamental na gestão para restaurante, e ela envolve muitos pontos.

Considera-se um negócio organizado nas finanças quando é possível ter um controle de vendas, entradas e saídas, estoque, e tudo que é relacionado perdas e lucros.

Mas, para fazer isso, é possível adotar diferentes modelos de organização, podendo ser através de planilhas excel, sistemas de gestão, ou até mesmo aplicativos para controle de vendas.

Isso ajudará a manter o orçamento sempre em dia e prevenir gastos dispensáveis. 

Inclusive, sem contar que dessa maneira é mais fácil encontrar problemas e também projetar os gastos e ganhos do seu negócio.

Portanto, para começar a utilizar esse método de cuidado financeiro, comece apostando em planilhas e garanta a organização da sua empresa. 

Então, para ajudar nos seus primeiros passos a Saipos – Sistema para Restaurantes disponibiliza alguns modelos de planilhas de forma gratuita. Os modelos são:

  • Planilha de fluxo de caixa diário
  • Planilha de fluxo de caixa mensal
  • Planilha de controle de estoque
  • Planilha para calcular o custo dos pratos
  • Planilha para cadastro de produtos
  • Modelo de comanda

Clique no banner para baixar a nossa planilha de fluxo de caixa mensal totalmente grátis!

A nossa planilha de fluxo de caixa vai ajudar você na organização das suas informações financeiras de forma simples ágil e inteligente.

3. Tenha um sistema para restaurante 

Caso decida oferecer seus pratos em apps de delivery como Uber Eats, iFood e Rappi, é interessante aderir à um sistema de restaurante.

Existem vários disponíveis e inclusive, a Saipos possui um sistema simples, ágil e inteligente.

O sistema da Saipos é integrado aos aplicativos iFood, Uber Eats e Rappi, e também conta com um site próprio, criado para o cliente, se assim ele desejar.

Além disso, também disponibiliza um cardápio montado exclusivamente para o restaurante, controle de fluxo de caixa, gestão de estoque, e até app para garçons.

Assim, cuidar do seu negócio fica muito mais simples, evitando perdas de tempo com gestão manual, isso, sem contar no atendimento do suporte, sempre que precisar.

O sistema Saipos é um dos melhores do mercado em gestão de bares e restaurantes.

4. Saiba quanto custa um funcionário

Digamos que um funcionário tem o salário de R$ 2.000, somado ao valor do vale transporte, que varia dependendo da condução.

Nesse cálculo, também é preciso contabilizar o vale refeição, em torno de R$264,00, mais R$166,00 da porcentagem do 13º, e mais R$222,00 referente às férias.

Assim também, somando os R$160,00 do FGTS e mais a porcentagem do FGTS mais as férias que totalizam um valor de R$22,00.

Ainda, é necessário somar o valor do INSS, em torno de R$400,00 e mais a porcentagem das férias, totalizando um valor de R$80,00.

O total, sem o valor do vale transporte, que é calculado individualmente, chega a uma média de R$3.200,00 por funcionário.

É um valor alto, por isso antes de tudo, é preciso pensar em quantos funcionários são indispensáveis e o que pode ficar para depois.

A cooperação dentro do seu estabelecimento pode melhorar muito a economia nesse sentido.

5. Mantenha a equipe engajada

Ainda falando em colaboradores, é preciso entender que o pessoal do seu restaurante também precisa passar por um controle.

Mas este não é técnico e muito menos digital, como quando falamos de números.

Lidar com pessoas não é tão simples assim, e mesmo que seu negócio seja pequeno, é fundamental manter o engajamento entre a equipe.

Por isso, esforce-se para criar um ambiente de trabalho agradável, pensando sempre em uma remuneração que não seja apenas financeira, mas emocional.

Um bom ambiente de trabalho representa muito mais chances dos colaboradores se sentirem importantes para o negócio, valorizando o trabalho individual e coletivo.

Desse modo, todos têm a ganhar, a empresa e o grupo.

6. Mantenha o estoque em dia

Cuidar do estoque é uma das tarefas que mais exige atenção do dono e equipe. Isso porque, com a correria do dia a dia, é comum retirar um produto e esquecer de dar baixa, ou até mesmo, uma perda por avaria.

Mas não se engane, não controlar o estoque corretamente pode causar grandes problemas no orçamento.

Por isso, torne o balanço de produtos, um hábito tradicional, e nunca deixe para depois quando se trata de entrada e saída de produtos.

7. Seja próximo dos seus clientes

Você sabia que com os seus clientes, também é necessário manter um relacionamento?

Isso quer dizer que você precisa gerar empatia, ser  gentil, caminhar pelo salão de atendimento, perguntar como está a comida.

Quando isso acontece, as pessoas começam a sentir mais confiança em você, e  também a serem mais sinceras quando fizer alguma pergunta.

Desse modo, você conseguirá identificar problemas logo no início, entendendo o que têm desagradado o seu público.

Mas, lembre-se: Nunca trate seu cliente apenas como número. É muito importante que compreender que tudo é feito para ele, e que o restaurante é seu, mas não existe sem clientes.

Resumo

Baixe Materiais Gratuitos