QUERO FALAR COM CONSULTOR

Marmita térmica: Como vender mais? 

Clique no banner e baixe a melhor planilha para calcular o custo de marmitex!

Marmita térmica – Como vender mais?

Se você trabalha com quentinhas e marmitas, precisa conhecer o que há de melhor no setor de marmita térmica para vender mais. 

Existem diversos itens que podem ser utilizados para fidelizar clientes, como brindes e promocionais.

A marmita térmica já faz parte do cotidiano de muitos trabalhadores, e isso não é recente.

Levar uma refeição de casa, na sua marmita, já é quase uma tradição para quem trabalha fora e enfrenta a correria do dia a dia.

Para atender esse costume e a necessidade de uma alimentação que consiga suprir os nutrientes diários, a marmita térmica pode vir de encontro com as quentinhas ou marmitex.

Desse modo, é possível montar um negócio de marmitas delivery ou com atendimento presencial.

Para isso, o ideal é seguir algumas etapas para evitar gastos desnecessários ou acima do que é necessário em um início de negócio.

Por este motivo, a Saipos preparou um guia para te ensinar como fazer quentinhas para vender utilizando a marmita térmica e também a montar a sua própria marmita, se desejar.

Confira as dicas!

Quais são os modelos de marmita térmica?

Atualmente, os tipos e modelos de marmita térmica são muitos. Existem itens de diferentes materiais, que conseguem manter o alimento aquecido por muito tempo.

Para facilitar, alguns tem a finalidade de serem mais práticos e ocuparem menos espaço. Ideal para quem precisa levar seu potinho na mochila.

Abaixo, separamos alguns modelos bem diferentes e atrativos, que com certeza atendem muito bem a função de manter as refeições bem armazenadas.

1. Marmita térmica de alumínio

As marmitas feitas em alumínio costumam ser as mais escolhidas por conta do baixo preço. 

Isso acontece, na maioria das vezes, por conta do valor extremamente baixo das unidades. 

Alguns modelos chegam a custar apenas 25 centavos. Este tipo de embalagem é bom, porém, apenas para transporte em pequenas distâncias.

Isso porque, apesar de ser de alumínio, elas não consegue manter o calor da comida por muito tempo.

Além disso, o material deforma o alimento por ser muito fino. E isso pode acabar dando uma aparência desleixada a sua quentinha.

Mas, a maioria das marmitas que possuem toda a estrutura nesse material precisam de uma máquina seladora para serem fechadas corretamente. 

Porém existem também alguns modelos que possuem tampas, nesse caso, não é  preciso ter a seladora.

2. Marmita térmica de isopor

As embalagens de isopor (poliestireno expandido) ainda são escolhas muito frequentes pois são capazes de manter a temperatura do alimento por bastante tempo.

Além disso, são muito baratas. Alguns modelos custam apenas 40 centavos a unidade.

Mas, dependendo do tipo de proposta da sua marmitaria, o isopor pode não combinar e até causar uma má impressão.

O motivo é que ele é bastante prejudicial ao meio ambiente, por isso, para locais que atendem o público vegano, essa escolha não será bem vista.

3. Marmita térmica de papel

Apesar dos invólucros de alimentos contribuírem muito para o grande índice de poluição mundial, esse mercado vem evoluindo e se adaptando.

É o caso da marmitex embalagem de papel. Ela é muito eficiente quando se trata da resistência a altas temperaturas.

É possível até mesmo levá-la para o microondas sem problema nenhum.

Este tipo de material é perfeito para personalização, já que pode ser impresso facilmente  por um valor acessível, trazendo a cara do seu negócio.Além disso, ela é muito leve, o que facilita na entrega.

4. Marmita térmica de vidro

A marmita de vidro não consegue manter alimento na temperatura ideal por muito tempo. No entanto, esse tipo de material traz muitas vantagens.

Uma delas é a higiene. O vidro é muito mais fácil de ser limpo. Após o uso, uma simples limpeza com  água corrente é suficiente para que o objeto fique exatamente como estava antes do uso.

Aquele cheirinho de comida, sempre presente nas marmitas de plástico, não aparece nessa opção de quentinha 

Uma das desvantagens, no entanto, é o peso. O vidro, para ser adequado para uma marmita, deve ser do tipo mais grosso, o que acaba atrapalhando no transporte.

Outro problema é a facilidade de quebrar. O vidro é um material frágil, sabemos disso.

E mesmo que a marmita seja confeccionada por um material de mais qualidade, após estar cheio de alimento, o peso também contribuirá para que ele quebre fácil, em caso de quedas.

Você sabia?

O vidro pode ser reutilizado diversas vezes, o que ajuda muito o meio ambiente.

E uma das sugestões para não gastar nenhum centavo na compra da sua marmita, é utilizar potes daqueles que você encontra no mercado com seletas e conservas de legumes.

É muito provável que na sua casa haja um desses guardado. A única necessidade é lavar bem e utilizar outra tampa, já que as originais costumam enferrujar por conta do material.

5. Marmita térmica elétrica

A marmita elétrica é perfeita para quem trabalha fora e não possui ao seu alcance, maneiras para aquecer sua refeição.

Tendo apenas energia elétrica, é possível ligar a marmita e aquecer a comida da maneira desejada.

O alimento armazenado costuma ficar seguro contra vazamentos da embalagem, que é também, de fácil limpeza.

O aquecimento muitas vezes é feito a vapor, o que contribui para que o produto não perca nutrientes.

6. Marmita térmica de plástico

A marmita plástica pode atender bem a necessidade, se for levada para um local onde seja possível esquentar o alimento.

Ela é leve, e existem muitos modelos, alguns, inclusive, podem ser empilhados, facilitando no transporte, caso a pessoa caso queira levar alimentos separados.

Também existem os modelos com repartição, assim, é possível deixar receitas líquidas longe das consistentes.

As que são feitas em plástico polipropileno costumam ser escolhidas para venda de marmitas em maior quantidade.

Nesse caso, ele pode ir ao freezer e ao microondas sem nenhum problema.

7. Marmita térmica de aço

As marmitas de aço são as mais antigas. Sempre foram utilizadas por vários tipos de trabalhadores.

Elas são ótimas porque não interferem na aparência e sabor do alimento, mantendo-os iguais ao momento em que foram colocados no recipiente.

No entanto, é preciso cuidado para aquecer esse tipo de marmita. O aço geralmente não pode ser colocado diretamente no microondas, por exemplo.

Mas, já existem alguns modelos que são revestidos por uma camada de plástico, com travas em sua tampa.

Assim, pode-se colocar o pote no microondas sem nenhum problema, e no quesito higiene, o alumínio é muito eficaz, além de fácil de limpar.

8. Marmita térmica de Tupperware

Esse tipo de marmita está cada vez mais na moda. Isso porque ele oferece um design bastante moderno e bonito, contendo estampas e desenhos. 

Alguns modelos, inclusive, podem ser personalizados. Existem diferentes tipos, inclusive com divisória.

Nelas é possível levar junto com você os mais variados lanches, frios e quentes, refeições completas e biscoitos.

Uma dica para quem utiliza qualquer tipo de marmita feita de plástico, é evitar molhos. 

Além de ser mais fácil de causar um vazamento, é possível que eles deixem o objeto com aquele cheiro de comida impregnado no material, que não é nada agradável.

9. Marmita térmica de silicone

Os recipientes para marmita feitos de silicone estão sendo escolhidos a cada dia mais. Isso porque eles têm a capacidade de ter o seu tamanho reduzido.

Quando é preciso guardar o pote na bolsa ou mochila após comer, fica muito mais fácil porque eles realmente são muito compactos.

Você encontra marmitas de silicone nas versões inteiras ou com separação, também.

Como aproveitar os tipos de marmita no seu negócio?

Como já falamos, as marmitas térmicas são muito úteis, e para quem tem esse hábito, passar a adquirir quentinhas e marmitex, trazendo isso para a sua rotina, é mais difícil.

Portanto, dar para as suas marmitas um ar de comida de casa é muito positivo para o seu negócio.

Para isso, oferecer para o cliente a possibilidade de ter uma marmita térmica é uma iniciativa muito boa.

Mas, como fazer isso? Bom, de acordo com o tipo de embalagem marmitex, o custo para fornecer um item por cliente ficaria inviável. 

Então, veja as melhores opções que não afetam o cálculo de custo de marmitex!

Embalagem marmitex promocional

Para quem utiliza sempre os serviços de marmitaria, é possível criar uma promoção. Uma ideia é fazer isso da seguinte maneira: 

O cliente precisa comprar ao menos uma quentinha por semana. A cada compra ganha um ponto, e após 20 pontos, recebe uma marmita térmica.

Este produto pode ser personalizado com a logo da empresa de marmitas, e assim, já funciona como marketing para o seu negócio.

Mas o ideal não é que o produto seja pensado apenas como uma maneira de beneficiar o seu negócio, e sim como uma forma de agradar e surpreender o cliente.

Esse tipo de ação pode ser muito favorável para a boa imagem da sua marmiteria, seja ela delivery ou com espaço fixo. Mas para que dê certo é preciso entender cada perfil de cliente. 

Mas, para que tudo dê certo na sua marmitaria, é necessário ter noção de quanto cobrar por cada refeição. Clique no banner e baixe grátis a melhor planilha para calcular o custo de marmitex!

Marmita térmica retornável

Para uma pessoa que compra marmita uma vez por semana, se a marmita escolhida como brinde for acessível, é possível disponibilizar duas para aquele cliente. 

Desse modo, ela vai funcionar como uma embalagem retornável. 

Toda vez que uma marmita for entregue, será pego a marmita vazia para que na próxima compra ela seja servida novamente.

Esse método não funciona com quem compra combos semanais, por exemplo. 

Mas nesse caso, dá para oferecer sim uma marmita térmica que ele pode usar para outros períodos do dia, caso as que compre sejam apenas para o almoço.

Os modelos de vidro e tupperware são excelentes para esse tipo de situação, e costumam agradar muito o público.

Bolsas para marmita térmica

As bolsas próprias para carregar marmita térmica são uma ótima pedida. Tanto para quem prepara sua própria refeição, como para quem compra quentinhas.

Muitas pessoas optam por adquirir um combo de marmitas semanal, ainda mais quando têm uma dieta diferenciada, como vegana, fitness, low carb ou vegetariana.

Nesse caso, pode ser necessário transportar a marmitex para outro lugar, e por isso, é importante manter a temperatura  do alimento para evitar contaminações.

Para auxiliar nessa questão, as bolsas térmicas são excelentes aliadas. Existem várias opções bastante inovadoras e com propostas interessantes.

Preparamos uma listinha com algumas das marmiteiras bem interessantes da internet. Confira!

Marca

Imagem

Características 

Preço aproximado

Bolsa Jacki Design

Esse tipo de bolsa térmica é tão discreto que nem dá para perceber que serve para guardar comida

R$ 77

Bolsa Flamingo

Esse modelo de bolsa é bastante prático e pode ser carregado no ombro

R$ 36

Mochila Térmica Fit

Esse tipo de mochila é perfeito para quem precisa seguir uma dieta regrada, pois tem grande capacidade.

R$ 155

Bolsa de viagem 

Esse modelo lembra muito as bolsas utilizadas em viagem, e são perfeitas para carregar suas marmitas em grandes quantidades.

R$ 150

Mochila térmica para entrega

Esta mochila está disponível na loja do iFood Shop, e é específica para entrega de comida.

R$ 124

 

Como você viu, existem modelos em legais de bolsa para marmita térmica. Esta é uma tática de vendas incrível, já que você pode utilizar este item como brinde em promoções.

Comprando em quantidade, os valores ficam mais baixos, e você ainda pode personalizar de acordo com a sua marca.

Como preparar uma marmita térmica em casa?

Muitas pessoas gostam de preparar sua própria comida, mesmo que tenha que comer fora de casa, no horário de trabalho ou aula.

Mas, grande parte da população têm dúvidas de como fazer isso. Por isso, preparamos algumas dicas para você!

1 – Melhores tipos de alimento

É possível colocar praticamente tudo na marmita. Mas se você for comer muitas horas após preparar a refeição, uma ideia é evitar frituras.

Isso porque, ao ser reaquecida elas costumam ficar murchas, perdendo a crocância, que é a principal graça da fritura.

Mas não são apenas os alimentos fritos que podem prejudicar a sua comidinha do dia, por isso, evite utilizar maionese ou molhos a base de vinagre. 

Eles costumam estragar mais rápido, e se isso acontecer, toda sua refeição será perdida.

Além disso, para que a comida não perca sabor e textura na hora de aquecer no microondas, é importante que ela seja úmida.

Portanto, sempre que possível, prepare algum molho para colocar sobre a comida ao esquentar.

Pode ser um molho preparado separadamente, mas também o próprio líquido do preparo das carnes. Alimentos cozidos e grelhados são sucesso nas marmitas térmicas.

Outro ponto importante é não misturar saladas junto a comida. Isso porque eles perdem o sabor, a textura e os nutrientes.

Portanto, a melhor coisa a se fazer é levar este tipo de alimento em uma embalagem separada. 

Se optar por uma marmita com divisórias, também dá para retirar a parte da salada apenas na hora de aquecer.

2 – Prepare tudo com antecedência 

Se você realmente não faz suas refeições em casa, não faz sentido cozinhar todos os dias para levar a comida para o trabalho.

Por isso, a sugestão é deixar tudo pronto em um único dia. No geral, o domingo é melhor dia para se cozinhar.

Desse modo, você pode preparar várias receitas, montando as marmitas de maneira diferente em cada dia da semana.

Assim, além de ter mais praticidade, garante as refeições da semana toda sem precisar fazer bagunça na cozinha todos os dias.

3 – Planeje o cardápio

O planejamento é indispensável, independente do tipo de projeto. Se a sua ideia for manter uma refeição saudável e feita por você mesmo, é ainda mais importante ter um plano do que fazer.

Por isso, se cozinhará aos domingos, por exemplo, no sábado já deve ter todas as ideias necessárias para preparar o cardápio.

Com essa lista na cabeça, será possível ir às compras sem dúvidas sobre o que escolher.

Assim, as chances de esquecer de algum produto são muito menores, e tendo uma base do que deseja cozinhar, fica mais fácil de substituir os ingredientes por itens em promoção.

Uma boa dica sobre quentinhas cardápio é, sempre que possível, usar frutas, verduras e legumes da estação. Eles costumam estar mais saborosos e baratos nessa época.

Como montar um cardápio para marmita térmica?

Antes de começar a preparar suas refeições, é preciso entender que as melhores opções de cardápio, não necessariamente são as mais elaboradas.

Portanto, optar pela simplicidade dos pratos é a melhor escolha para quem está iniciando nesta ideia.

Uma coisa boa a ser feita quando se diz respeito ao cardápio das quentinhas, tanto para venda como para consumo próprio, é fazer aquilo que todo mundo gosta. 

O básico não pode faltar de maneira alguma, e algumas inovações exageradas podem estragar todas as outras receitas se desagradarem quem for consumir a refeição.

Abaixo, preparamos um cardápio bem simples como sugestão. Dentro das opções disponíveis você encontra categorias destinadas a marmita vegana e para marmita fit. Confira!

Opção 1 – cardápio para marmita térmica tradicional

Segunda-feira

Terça-feira

Quarta-feira

Quinta-feira

Sexta-feira

Arroz branco Macarrão ao molho vermelho Arroz à grega Macarrão alho e óleo Arroz branco
Feijão preto Feijão branco Feijão vermelho lentilha Feijão preto
Frango cozido em cubos com molho Carne de panela ao molho strogonoff Picadinho de carnes variadas  Bife bovino a milanesa 
Purê de aipim Polenta mole Refogado de legumes Couve refogada com farofa batata cozida com cenoura
Salada mix de folhas Salada de tomate e chuchu Salada de rúcula com croutons Salada mix de folhas Salada de alface e tomate

Opção 2 – cardápio para marmita térmica fitness

Segunda- feira

Terça-feira

Quarta-feira

Quinta-feira

Sexta-feira

Filé de frango grelhado Panqueca de couve com guisado de carne bovina  Carne bovina de panela com molho Atum ralado com molho vermelho Strogonoff Light
Purê de abóbora Quinoa cozida Purê de batata doce Macarrão integral  Empada de brócolis low carb
Feijão vermelho Brócolis com molho branco light Salada de pepino e rúcula Salada de vegetais ralados Arroz integral com brócolis
Refogado de legumes Refogado de abobrinha e cenoura Farofa de castanhas Couve com ovo e farofa de amêndoas Salada mix de folhas 

Opção 3 – cardápio para marmita térmica vegana

Segunda-feira

Terça-feira

Quarta-feira

Quinta-feira

Sexta-feira

Arroz integral Quinoa cozida Macarrão integral alho e óleo Strogonoff vegano Macarrão com brócolis
Carne de soja com molho de tomate Carne de jaca com azeitonas Molho de tomate fresco com especiarias Arroz branco Carne de soja
refogado de legumes Feijão Vermelho Fatias de abacate Feijão vermelho Lentilha
Salada mix de folhas Farofa de castanhas Refogado de abobrinha com couve Refogado de legumes Salada de pepino, cebola e pimentão

Agora que você já sabe como as marmitas térmicas podem ser úteis no seu dia a dia, independente se você prepara sua própria comida ou faz para vender.

Por isso, aproveite o que estes produtos têm de melhor para facilitar a sua vida. Até  a próxima!

Resumo

Quais são os modelos de marmita térmica?

Atualmente, os tipos e modelos de marmita térmica são muitos. Existem itens de diferentes materiais, que conseguem manter o alimento aquecido por muito tempo.

Para facilitar, alguns tem a finalidade de serem mais práticos e ocuparem menos espaço. Ideal para quem precisa levar seu potinho na mochila.

Existem possibilidades como as de alumínio, aço, papel, plástico, isopor e até mesmo vidro.

Como funciona a marmita térmica retornável?

Para uma pessoa que compra marmita uma vez por semana, se a marmita escolhida como brinde for acessível, é possível disponibilizar duas para aquele cliente. 

Desse modo, ela vai funcionar como uma embalagem retornável. 

Toda vez que uma marmita for entregue, será pego a marmita vazia para que na próxima compra ela seja servida novamente.

Esse método não funciona com quem compra combos semanais, por exemplo. 

Como calcular custo marmitex? Baixe Grátis!