QUERO FALAR COM CONSULTOR

Como montar um restaurante pequeno?

A nossa planilha de fluxo de caixa vai ajudar você na organização das suas informações financeiras de forma simples ágil e inteligente.

Como montar um restaurante pequeno?

Para montar um restaurante pequeno que gere resultados,o principal fator de  sucesso se resume ao bom planejamento.

Essa etapa envolve o modelo de negócio, limite de gastos financeiros e a escolha do melhor público alvo.

Sabemos da importância de entender como pôr em prática cada etapa do projeto de abertura de um restaurante. 

Por isso, a Saipos preparou um passo a passo com tudo que você precisa para ser bem sucedido no seu negócio, continue lendo e confira!

Monte o seu plano de negócio

Preparar o seu plano de negócios é fundamental para que o seu projeto saia do papel da melhor maneira possível.

É neste plano que você vai listar o seu objetivo maior. O que quer atingir com a criação do seu restaurante, a pequeno, médio e longo prazo. 

Além disso, você também pode colocar o seu orçamento financeiro, previsão de gastos possíveis com funcionários e manutenção de equipamentos.

Além de compras de utensílios para cozinha e também o gasto com o seu espaço físico. Por isso, ter um plano de negócios ajuda tanto a evitar problemas futuros. 

Isso porque, tendo tudo no papel, você consegue seguir um modelo, sem correr o risco de ultrapassar os limites do seu investimento.

Defina o seu público alvo e ponto estratégico

Para começar o seu planejamento de forma assertiva, é muito bom escolher o público alvo do seu restaurante. Chamamos assim as pessoas para qual o seu negócio é direcionado. 

Se você quer abrir próximo a um distrito industrial, espera-se que muitas pessoas saiam para almoçar, então nesse local, o mais interessante é abrir um restaurante de prato feito, por exemplo.

E escolher o seu público está completamente relacionado com o ponto estratégico

Porque, se o local escolhido for ao lado de uma escola, não combina abrir um restaurante com cardápio sofisticado e caro.

Portanto, é necessário unir o que melhor se adequa ao local onde quer abrir o seu estabelecimento, sem destoar da proposta que você realmente quer oferecer.

Legalize o seu restaurante

Montar um restaurante pequeno não quer dizer que você terá menos dificuldade do que teria para elaborar um grande estabelecimento.

Portanto, com a documentação, seguem as mesmas exigências. Sempre recomendamos que essa etapa seja levada muito a sério.

A obrigatoriedade de alguns documento varia de acordo com o estado e município. 

Por isso, o recomendado é que o proprietário dirija-se até a prefeitura do local ou entre em contato com a SEFAZ para receber melhores recomendações sobre esta papelada.

No entanto, alguns documentos, como o alvará de funcionamento, são indispensáveis. 

Abaixo separamos uma lista com alguns dos principais itens que você precisará providenciar.

  • Registro na Junta comercial do Estado;
  • Alvará de localização e funcionamento;
  • Inscrição Estadual;
  • Auto de vistoria do corpo de bombeiros;
  • Certificado de responsável técnico;
  • Certificado de Limpeza e Desinfecção dos Reservatórios de Água;
  • Procedimentos Operacionais Padronizados.

Mas lembre-se, até que todos estes documentos cheguem até você pode levar algum tempo, por isso é tão importante encaminhar tudo que for possível, antes mesmo de abrir as portas.

Escolha o tipo de restaurante

Hoje em dia, montar um restaurante pequeno representa inúmeras possibilidades. 

Isso porque cada vez mais, modelos de restaurantes com propostas diferenciadas surgem no mercado de alimentação.

Por isso, é importante ter em vista todas as opções que podem ser escolhidas e quais as vantagens de cada uma.

Pensando nisso, separamos alguns dos modelos de restaurante que casam perfeitamente com a ideia de um restaurante pequeno, e você pode ver cada um logo abaixo!

Macarrão ao vivo

O restaurante de macarrão ao vivo é ótimo se o seu público alvo estiver localizado em uma área central com grande número de pessoas que saem no intervalo do trabalho para almoçar.

Isso porque é uma opção de refeição barata e que sustenta muito. 

Nesse tipo de estabelecimento é possível fazer grande parte dos preparos antes do horário de funcionamento.

Assim, ao abrir as portas, tudo já estará pronto e aquecido em uma bancada térmica. Enquanto os clientes chegam, os alimentos continuam sendo feitos e/ou aquecidos.

Não é necessário uma cozinha imensa e os equipamentos são mais simples, o que gera economia e permite que menos espaço seja disponibilizado.

Prato feito

Com a mesma proposta do modelo anterior, o restaurante prato feito atende a necessidade de muitas pessoas em horário de almoço.

O cardápio é pré definido conforme o dia da semana, sendo mais comum cobrar o valor por prato, mas, ainda é possível oferecer opções à quilo.

Esse tipo de restaurante garante mais praticidade, já que o cardápio já fica estabelecido previamente, e isso traz mais facilidade na hora de preparar as receitas. 

Além disso, esse tipo de negócio costuma ser bastante apreciado pelo público.

Buffet a quilo

Restaurantes de buffet a quilo também fazem parte dos preferidos do público. É uma opção bastante lucrativa, mas é preciso ter atenção com alguns pontos.

Um deles é o fato de que para esse tipo de estabelecimento, é preciso vários tipos de alimento no cardápio. 

Assim, aumentam as chances de desperdício, além de que, ter que preparar uma grande variedade pode demandar uma equipe maior.

Restaurante natural 

A ideia de restaurante natural se define a partir dos alimentos utilizados para compor o cardápio.

No geral, a preferência está nos alimentos orgânicos, com pratos vegetarianos ou veganos. 

Inclusive, priorizar este tipo de público é uma ótima ideia, já que as opções do mercado são muito mais escassas. 

Espaços externos, com natureza e mesas ao ar livre casam perfeitamente com esta proposta. 

Por isso, ela se encaixa tão bem com a ideia de montar um restaurante pequeno. Simplicidade define um restaurante natural.

Tenha bons fornecedores

Ter bons fornecedores é fundamental para garantir a qualidade das receitas do seu restaurante.

Por isso, opte por aqueles que estão mais próximos do seu estabelecimento. 

Desse modo, você evita que seus ingredientes mais sensíveis passem muito tempo em transporte, o que  pode interferir na aparência e sabor.

Mas atenção, mesmo que você não tenha contato direto com os produtos necessários para o cardápio, é interessante que conheça o suficiente sobre eles. 

Assim, evita que alimentos sem qualidade sejam recebidos. Além disso, é importante negociar o máximo possível com o fornecedor. 

Lembre-se que este é o melhor momento para tentar conseguir descontos, principalmente comprando em quantidade. 

Self-Service ou à La Carte?

Outra decisão muito importante a ser tomada é como você pretende atender o seu público, independente do tipo de culinária do seu restaurante.

Para isso, é preciso também analisar o seu tipo de público alvo. Na maioria das vezes, pedir pratos à la carte pode ser mais caro do que as opções em que o próprio cliente se serve.

Mas é verdade que alguns tipos de restaurante não conseguem aderir pela facilidade do self-service. Como é o caso das hamburguerias, por exemplo.

Nesse caso, o prato precisa ser elaborado de acordo com o pedido, por isso, é necessário agilidade para dar conta de toda a demanda.

Mas como tudo tem um lado positivo, optar por um restaurante à la carte evita muito os desperdícios, já que só é feito aquilo que será realmente consumido.

Restaurante delivery

Montar um restaurante pequeno combina muito com delivery. Isso porque, você pode ter um espaço apenas para preparar as refeições.

Ao invés de reservar um espaço com mesas e cadeiras para o cliente comer seu produto, optar apenas pela entrega facilita a preparação do seu espaço físico.

Isso porque, é dispensável investir em uma decoração específica e vários outros itens para o salão de atendimento.

No entanto, se essa for a sua opção, terá que vender os seus produtos através dos principais apps de delivery de comida, como o iFood, Rappi, Uber Eats, entre outros.

Desse modo, é comum que haja atrasos na entrega se você não possuir um sistema de gestão para restaurantes.

O sistema Saipos permite que essa integração entre as plataformas seja muito mais fácil, assim, é possível acompanhar os pedidos em tempo real em uma mesma tela.

Mas além de ajudar muito nessa etapa, a Saipos também auxilia no fluxo de caixa e  controle de estoque.

Tenha diferenciais

O mercado de alimentação não para de crescer, e o número de restaurantes que abrem suas portas, também.

Embora isto pareça ser muito positivo para quem está pensando em entrar para este nicho, é necessário entender que só há espaço para pessoas criativas.

Como existem muitas opções de restaurante, o público é cada vez mais seletivo, então, inovar é maneira perfeita de segurar os seus clientes.

Mas como fazer isso? Bom, existem várias coisas que podem ser feitas para atrair o seu público.

Algumas sugestões são as promoções, elas são fundamentais, principalmente se optar por vender através de delivery.

Assim, seu restaurante aparecerá muito mais nas buscas através do filtro “promoções”.

Além disso, uma estratégia interessante é disponibilizar uma espécie de cartão para ser marcado a cada vez que a pessoa fizer uma refeição no seu espaço. 

Assim, após um número x de visitas, ela pode ganhar um desconto, brinde ou até mesmo uma refeição grátis.

Mas a inovação não precisa estar apenas relacionada a comida, como vamos te mostrar agora!

Espaço físico inovador

A cara do seu estabelecimento é muito importante para a maneira como o cliente vê o seu restaurante.

E isso não quer dizer que você precise investir muito em decoração. O mais importante, é trazer originalidade ao seu negócio.

Para isso, dá para usar o espaço menor a seu favor, deixando o espaço com um clima mais aconchegante.

Também é possível adequar um espaço externo, com mesas e cadeiras, aproveitando jardins e quintais, por exemplo.

Geralmente, o grande público gosta de fazer refeições ao ar livre, e o melhor é que para isso não é necessário investir muito.

Atendimento excelente 

O bom atendimento é fundamental em todos os tipos de estabelecimento. Mas montar um restaurante pequeno possibilita mais proximidade entre clientes e proprietário.

Por isso, valorize esse ponto que é muito positivo para o seu negócio. 

Porque ter um ótimo atendimento não custa dinheiro, apenas tempo. Por isso, é o melhor investimento que você pode fazer. 

Circular entre os clientes e perguntar se foram bem servidos, aceitando feedbacks sejam eles positivos ou negativos, faz o público sentir-se importante para o seu estabelecimento, por isso ter esse hábito é muito bom.

Esteja presente nas redes sociais

Muitas pessoas resistem à importância das redes sociais para o crescimento de um restaurante. No entanto, é fundamental que ele marque presença na internet.

As grandes redes de restaurante e lanchonete usam ao menos o Facebook e Instagram ao seu favor. 

A partir dessas redes, você pode divulgar promoções, cardápio do dia, e o principal: as fotos dos seus produtos.

Sempre é bom lembrar que o cliente também come com os olhos. Por isso, a melhor coisa a se fazer é ter boas imagens dos seus pratos.

Para isso, não é obrigatório contratar um fotógrafo profissional. Basta ter uma câmera com boa resolução e fotografar em um local com boa luminosidade.

Vale lembrar que neste momento, não é coerente preparar alimentos de forma diferente dos que realmente são oferecidos aos clientes. 

Caso você faça isso, além de perder a confiança da freguesia, corre o risco de ser acusado de propaganda enganosa. 

Seja realista 

Apesar das chances do seu restaurante dar certo, e proporcionar um faturamento confortável, serem altas, é preciso ter cautela.

No início do criação do seu restaurante, muitos gastos irão surgir, e muitas vezes, ao investir alto em algum equipamento ou serviço, não se considera quanto tempo levará para que aquele valor gasto seja recuperado.

É importante ter noção de que nos primeiros meses, o retorno provavelmente virá em baixa escala, e você precisa ter um fundo de segurança para evitar problemas financeiros.

Não esqueça da reserva de caixa

Ter uma reserva de caixa é extremamente importante para qualquer restaurante. 

Por isso, é a partir dos gastos mensais que você tem, seja eles com locação de imóvel, manutenção de equipamentos ou salário de funcionários, que este valor é definido.

Então, para ter um fundo confortável e suficiente em caso de emergência, faça uma soma de todos os custos mensais do seu negócio e deixe esse valor reservado. 

Assim, caso haja algum atraso no faturamento, você poderá arcar com as dívidas a partir deste dinheiro.

 

Planilha de Fluxo de Caixa Mensal