FALE COM CONSULTOR SAIPOS

Pizza Hut vai fechar 500 lojas e focar no delivery

Conteúdo Portal NoVarejo- Empresa tem sentido os efeitos da ascensão dos apps de entrega. Iniciativa tem como meta as lojas que tiveram faturamento abaixo do esperado no trimestre

De que forma a ascensão dos aplicativos de entrega de comida, como Uber Eats e Ifood, têm impactado os grandes players do mercado no setor de alimentação?

Não é à toa a Pizza Hut tem sentido os efeitos dessa crescimento e anunciou uma estratégia um tanto quanto ousada: fechar 500 das suas quase 7.500 unidades nos Estados Unidos.

De acordo com informações da Today, o objeto da empresa é focar nos serviços de delivery e encerrar as operações das lojas que tiveram um desempenho abaixo do esperado no último trimestre.

Além disso, essa transição será gradativa e deve acontecer sucessivamente ao longo dos próximos dois anos.

A Pizza Hut continua a desenvolver planos de ação sob medida para seus maiores mercados dine-in e transformando a marca para mirar em uma estratégia mais focada nos serviços externos.

Além da gigante de pizzas, outras empresas do mesmo grupo como Dine Equity e IHOP fecharam suas unidades nos EUA.  A primeira anunciou o fim de cerca de 135 lojas e a segunda de 25.

O crescimento dos Apps. E agora?

O movimento promete crescer gradativamente no planeta. Para se ter ideia, a Rappi, recebeu em abril um aporte de 1 bilhão do grupo japonês Softbank e passou a somar valor de mercado de 1,4 bilhões.

A colombiana, além da espanhola Glovo e da brasileira Loggi foram protagonistas de megarodadas de investimentos nos últimos meses que juntas somam 100 milhões de dólares.

Apenas em 2018 o mercado de aplicativos de faturou mais de 10 bilhões de reais. No mesmo período o ecommerce registrou 59,9 bilhões de faturamento.

Resumo

Como abrir ou otimizar meu delivery?