QUERO FALAR COM CONSULTOR

Preciso de um contador no meu estabelecimento?

Preciso de um contador no meu estabelecimento?

Embora não exista nenhuma lei  para a contratação de um contador, a resposta é sim! Desde grandes empresas até restaurantes precisam de um. 

O ideal é que você tenha sim um profissional apenas para esta função. A responsabilidade contábil é um serviço que todas as empresas devem ter.

Com a rotina sempre agitada, acaba ficando difícil para o próprio dono do estabelecimento atender a este serviço.

Neste sentido, o recomendado é ir atrás de alguém que faça apenas isso, até porque esta atividade exige conhecimentos específicos.

Seja zeloso com o negócio, não faça nada de qualquer jeito. Um erro pode ser fatal e isso ninguém quer.

O contador é uma figura muito importante, principalmente em micro e pequenas empresas, já que ele é responsável por toda a parte financeira.

O contador desempenha diversas tarefas, que somente o dono não daria conta.

O que um contador faz?

Antes de você descobrir se precisa de um contador no seu estabelecimento, é bom entender o que este profissional faz.

Afinal, o contador é responsável por toda a parte financeira, econômica e patrimonial do seu negócio

Em geral, este profissional exerce funções que visam elaborar demonstrações contábeis a partir de um estudo dos patrimônios que compõe o local.

Entre as atividades exercidas por ele, estão:

  • Apuração de impostos;
  • Avaliação de riscos e perdas;
  • DEFIS (Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais);
  • Elaboração de relatórios de desempenho;
  • Folha de pagamento; 
  • Identificação de oportunidades de crescimento;
  • Planejamento tributário;
  • Programação de novos investimentos;
  • Pró-labore dos sócios.

Não são só as planilhas que irão contribuir para a organização da sua empresa. O contador também é uma peça importante e que deve ser usada para um melhor resultado.

A contabilidade para restaurante, empresa, loja ou qualquer outro tipo de negócio, é crucial para o sucesso do seu estabelecimento.

O que acontece se eu não tiver um contador?

A falta de um contador no seu negócio pode acabar gerando sérios problemas com pagamentos e impostos.

Tenha em mente que um contabilista não serve apenas para tomar conta dos números, para também atualizar a legislação tributária, balanços e até a influenciar na inteligência do negócio.

Feliz é o dono de negócio que tem um contator sempre ao seu lado no dia a dia. Pense bem sobre isso e verá que a melhor solução é ter um profissional técnico no assunto.

Confira e coisas que podem acontecer se você optar por não ter um contator no seu estabelecimento:

1. Não pagamento de impostos

Por lei, todo o tipo de negócio deve fazer o pagamento de tributos, então, se isso não ganhar a devida atenção, sérios problemas podem ser desenvolvidos.

Para que nada de ruim aconteça, certifique-se de que alguém está tomando conta dessa função.

Nesses casos, é bom ter um contator no seu estabelecimento, já que a tributação é uma das suas funções dentro do cargo.

Vá em busca de um funcionário interno, que tenha a jornada integral na sua empresa, ou, se preferir, contrate um local especializado nisso.

2. Lentidão no crescimento da empresa

O trabalho do contador no seu estabelecimento vai além de informar sobre os impostos que precisam ser pagos.

Ele pode, e deve, trabalhar na análise de desempenho do local, na gestão de riscos de questões trabalhistas e ainda pode auxiliar na tomada de decisões.

Por estar à par de tudo que acontece na parte financeira, o contator pode ser um ótimo conselheiro para investimos, já que é ele quem sabe de toda a movimentação.

Portanto, podemos afirmar que contar com esse tipo de profissional,também é super importante para o crescimento da sua empresa.

3. A empresa pode se complicar

No mundo dos negócios, existem várias questões que apenas um contator no seu estabelecimento pode cuidar.

Questões como guias de pagamento, declarações mensais, trimestrais e anuais, contratos social e até balanços, são algumas das documentações indicadas para o contator tomar conta.

Muitos deles, inclusive, são necessários para que a empresa permaneça regulamentada nas esferas municipais, estaduais e federais.

E, se porventura, o seu negócio não tem um profissional especializado, é recomendável que corra atrás de um o mais rápido possível.

Como contratar um contador?

Agora que você já sabe a importância do contador para o seu estabelecimento, está na hora de saber como contratar um.

Para essa contratação não se tornar um processo longo e demorado, a dica é seguir alguns critérios de seleção. Veja:

1. Por especialidade

A especialidade é um fator que irá contar muito na hora da contratação. Desta forma, procure por alguém que tenha um bom conhecimento na área que você necessita.

Caso você não saiba, existem contadores que trabalham apenas com consultaria, já outros, são especialistas no segmento varejista, por exemplo.

Por esta razão é importante fazer um estudo e também pesquisar em locais diferentes. Além disso, vale a pena pedir recomendações de empreendedores que você já conhece.

Sempre é mais confiável escolher um contador com referências.

2. Contador interno ou terceirizado?

Na hora da contratação, você pode escolher duas possibilidades em relação ao seu especialista contábil: interno ou terceirizado.

A opção de contador interno é aquele fica dentro da empresa, com jornada de trabalho integral, como todos os outros funcionários.

Já o terceirizado é uma empresa ou um profissional que presta serviços de cunho contábil de forma mensal ao seu estabelecimento.

Nos casos das empresas maiores, com faturamento anual acima de 50 milhões, é indicado que seja feita a contratação de um contador interno, já que o fluxo de trabalho é mais alto.

Para as empresas menores, um contador terceirizado já dá conta do recado. Em geral, negócios de pequeno porte acabam escolhendo esta opção, já que é mais prática.

Como um todo, o contabilista tem uma melhor visão do mundo dos negócios e de estratégias.

Enquanto isso, grande parte dos terceirizados focam mais na área burocrática do serviço contábil.

3. Definição clara do serviço

Todo o empresário ou dono de negócio deve ter uma boa noção do tipo de serviço que a sua empresa precisa e o que consegue fazer por conta própria.

Dentro deste segmento, existem algumas funções principais, que são: folha de pagamento; auditoria e/ou consultoria;  serviços fiscais/tributários e contabilidade.

Assim sendo, é fundamental que, se caso o empreendedor tenha qualquer dúvida em relação aos serviços contábeis que necessita, não tente resolver sozinho.

Por isso, converse com um técnico da área ou vá à procura de um, caso você tenha. O importante é nunca fazer nada dentro da empresa com base no “achismo”.

 

Resumo

Baixe Materiais Gratuitos