FALE COM CONSULTOR SAIPOS

5 dicas para driblar os problemas financeiros de um restaurante

5 dicas para driblar os problemas financeiros de um restaurante

Os problemas financeiros de um restaurante sempre foram a principal dor de cabeça para muitos empresários do ramo gastronômico.

A falta de gestão, aliada ao mal controle do estoque, são alguns dos erros mais comuns cometidos pelos profissionais.

Uma pesquisa da Associação brasileira de bares e restaurantes (Abrasel), concluiu que três a cada quatro empreendedores do setor possuem algum tipo de débito em aberto. As principais contas são pagamentos de funcionários e impostos federais como o INSS.

Com tantas dificuldades financeiras enfrentadas pela classe, a Saipos separou 5 dicas fundamentais para você driblar os problemas financeiros de um restaurante e ter uma vida de trabalho lucrativa.

Só que, sem conhecimento, você não conseguirá superar os seus déficits orçamentários. Por isso, a Saipos já convida você a fazer o download do e-book “Por que os restaurantes quebram tanto”. Um manual para você organizar o seu negócio para ter sucesso em curto e médio prazo. É só apertar no botão abaixo!

1. Tenha um bom planejamento

Planejar todas as receitas e despesas mensais sempre é o melhor caminho para evitar os problemas financeiros de um restaurante. 

Além disso, é importante traçar metas e objetivos. É a partir da organização da sua carteira que investimentos, melhorias e inovações poderão ser realizadas no seu negócio, por exemplo. 

Tente montar uma reserva de emergência para, no mínimo, 6 meses de gastos médios do restaurante. São recursos que você deve deixar guardados na poupança ou em alguma aplicação financeira com liquidez diária. 

Como o nome já diz, a reserva é para uma emergência, ou seja, para imprevistos, reparos urgentes e para crises econômicas. O principal exemplo da importância de ter dinheiro em conta é a crise econômica desencadeada pela pandemia da Covid-19, que atingiu em cheio todo o ramo de bares e restaurantes.

Bons planejamentos precisam ser flexíveis. Isso mesmo! O que você planeja ser a solução para determinado momento, pode não funcionar sempre. 

Por isso, se você está pensando em como abrir um restaurante, tenha em mente que a cada 6 meses será necessário rever o controle financeiro do seu negócio e adaptá-lo ao contexto atual da empresa.

2. Acompanhe o fluxo de caixa de perto!

Podemos afirmar que o fluxo de caixa é uma das principais ferramentas que vai fazer você driblar os problemas financeiros de um restaurante. 

É a partir dele que você poderá visualizar todas as entradas e saídas de recursos do estabelecimento. Dessa forma, é possível analisar mais especificamente cada custo, gasto e investimento de dinheiro.

O indicado é que o próprio empresário seja o responsável por manter atualizadas as informações, afinal, ele é a pessoa encarregada por gerir e organizar todas as contas do restaurante. 

Para manter um fluxo de caixa eficiente, é necessário seguir alguns passos, como:

  • Manter a organização financeira constantemente;
  • Anotar e separar todas as informações, recibos e notas de pagamentos;
  • Integrar os extratos de máquinas de cartão à mesma planilha de receitas;
  • Ter uma rotina diária de preenchimento das tabelas.

Além disso, ter um software específico para automatizar e simplificar o gerenciamento do seu fluxo de caixa é mais que essencial para ter uma saúde financeira positiva. Por isso, a nossa dica é investir no Sistema Saipos para restaurantes.

Ao ser um parceiro do Sistema Saipos, você consegue ter acesso à planilhas exclusivas que vão te ajudar a preencher todas as informações necessárias para construir um fluxo de caixa que funciona. 

Na teoria, existem 6 tipos de fluxo de caixa que você poderá utilizar no seu restaurante, basta entender qual se encaixa melhor na proposta do seu negócio, como:

Quer saber mais sobre o assunto? Aperte no banner abaixo e aprenda mais a como melhorar o fluxo de caixa do seu restaurante!

3. Tenha um controle de estoque minucioso

Para todo empreendedor, produtos em estoque significam capital. Toda mercadoria que está guardada no depósito do seu restaurante é uma quantia de dinheiro investida, portanto, faz parte do valor agregado da sua empresa.

Só que, quando a equipe da cozinha não faz uma boa gestão e controle dos insumos armazenados, você poderá perder ingredientes e, por consequência, diminuir a sua receita! 

Então, ter um controle minucioso do que entra e sai, além de elencar informações importantíssimas como validade, marca, lote e temperatura de conservação, são dados essenciais para diminuir desperdícios e aumentar a lucratividade.

Além disso, fica mais fácil agradar a clientela, já que os produtos estarão sempre nas melhores condições para serem preparados.

Para tudo ficar mais fácil, baixe agora mesmo a planilha de controle de estoque que a Saipos preparou e que irá resolver os problemas financeiros de um restaurante, diminuindo custos e aumentando a rentabilidade. É só apertar no banner aqui abaixo!

 

4. Evite contratar empréstimos

A gente sabe que abrir um restaurante com pouco dinheiro é um desafio gigantesco e que, muitas vezes, há a necessidade de contratar empréstimos bancários para fazer alguns investimentos.

O que é uma felicidade momentânea, pode rapidamente se tornar uma dor de cabeça que leva anos para ser liquidada.

Por isso, a nossa dica é que você evite ao máximo pegar qualquer tipo de crédito emprestado de bancos, principalmente os particulares. 

Em média, a taxa de juros cobrada mensalmente é de 3% para empréstimos de pessoa física, podendo ser maior em alguns casos.

Vamos supor que você vá até à sua agência para pedir R$ 30 mil emprestado. A taxa básica de tributos será de 3% ao mês. O parcelamento será de 5 anos, com a primeira prestação a vencer somente em 12 meses.

Só de juros, serão pagos quase R$ 10 mil, o que significa ⅓ do valor total emprestado. Assim, essa será uma dor de cabeça a longo prazo no seu restaurante.

Caso não haja outra saída, procure por linhas de créditos cedidas pelo governo federal, municipal e estadual. Com o intuito de incentivar o empreendedorismo do local, os acréscimos não passarão de 1,5% ao mês. 

5. Tenha o Sistema Saipos do seu lado

A nossa quinta e última dica, não poderia ser outra! Para tudo funcionar da melhor forma possível, você vai precisar ser mais um parceiro do Sistema para Restaurantes da Saipos.

Com a nossa plataforma, você terá acesso a inúmeros benefícios, como: 

  • Disponibilização de cardápio digital;
  • Monitor KDS;
  • Planilhas para fluxo de caixa;
  • Planilhas de preço de produto;
  • Planilhas para controle de estoque;
  • Integração da sua cozinha com os principais aplicativos de delivery;
  • Gestão dos motoboys.

Além disso, dependendo do plano contratado, você também poderá ter um site próprio de delivery, ferramenta importantíssima para reduzir o pagamento de taxas aos maiores aplicativos de comida do mundo. 

Aperte no banner abaixo e converse com um dos nossos consultores. Quanto mais rápido você for, terá mais chances de tirar o seu restaurante desse emaranhado de prejuízos financeiros!

Resumo

11 dicas para melhorar o atendimento da sua hamburgueria!