QUERO FALAR COM CONSULTOR

Quem paga a taxa ifood o restaurante ou o cliente?

Uma das formas do seu restaurante ter mais visibilidade e maior lucro, é cadastrando sua empresa no ifood.

Mas quem paga a taxa do ifood, o restaurante ou o cliente?

Para se tornar um restaurante conhecido e aumentar o seu número de pedidos, o ifood cobra taxas e custos para inscrição no site.

Fazer seu restaurante crescer, a partir do aplicativo, não sai de graça.

Por isso é importante você decidir: quem paga a taxa ifood, o seu restaurante ou o seu cliente?

No seu restaurante, quem paga a taxa ifood?

Apesar do valor cobrado, a plataforma não faz diferenciação no tipo de tratamento de um estabelecimento para outro.

O aplicativo oferece oportunidades iguais a todos os restaurantes de terem a mesma visibilidade.

Mas, o que pode alterar a regra é o critério da avaliação dos clientes.

Conforme for a avaliação dos seus clientes sobre o local, a sua empresa pode subir ou descer na lista.

Então é importante saber quem paga a taxa ifood, o restaurante ou o cliente, para deixar os valores nítidos ao seu consumidor.

A quantidade de pessoas que utilizam o app é muito grande, então o seu estabelecimento tem muitas chances de crescer após sua inscrição na empresa de entregas delivery.

A partir disso você deve decidir se repassa esse valor para o seu cliente, aumentando o preço do produto final, ou se perde um pouco no faturamento, mas ganha na quantidade de vendas.

São duas estratégias, mas que você deve analisar bem e ver qual é a melhor para o seu restaurante.

O importante é você decidir se quem paga a taxa ifood, o restaurante ou o cliente.

Promoções do seu restaurante no ifood

Esta é uma das dicas para diminuir com os gastos e aumentar os pedidos.

Procure saber como fazer promoção no app para agradar ainda mais o seu público.

Além disso, você também pode dar a opção de fazer o pagamento online.

Assim o cliente dará um clique no próprio aplicativo e você poderá economizar com máquinas de cartão.

Por isso, explore esta opção a seu favor. Fazendo promoções seu restaurante aparecerá para milhares de pessoas.

Quais são os planos do aplicativo?

Atualmente está disponível dois tipos de planos para que os estabelecimentos possam escolher.

Então, se você quer aumentar o seu faturamento, confira como eles funcionam:

Básico

Neste caso, a sua empresa só pagará se vender.

  • 12% sobre o valor dos pedidos, incluindo a taxa de entrega (mais 3,5% para pagamento online);
  • Mensalidade grátis por 3 meses. Depois disso, paga-se 100 reais por mês, caso venda mais de 1800 reais por mês;
  • Entrega do pedido realizada pelo restaurante.

Entrega

Nesse plano a entrega fica por conta do aplicativo.

  • 25% nos três primeiros meses e 27% nos demais meses, sobre o valor dos pedidos, incluindo a taxa de entrega;
  • Mensalidade grátis por 3 meses. Após isso, paga-se 130 reais por mês se vender mais de 1800 reais no mês;
  • Entrega feita pelo iFood.

Como o iFood funciona?

O iFood se tornou o maior aplicativo de comida delivery do Brasil.

Ele permite que o cliente faça a escolha das suas refeições direto do seu smartphone, sem precisar sair do lugar.

E possibilita ao empresário, dono de restaurante, vender mais e aumentar a sua visibilidade.

O ifood é uma nova maneira de realizar vendas e de apresentar seus pratos as pessoas que buscam comida e está disponível para Windows Phone, Android e IOS.

Além disso, ele dá vantagens às duas partes, mas é importante que você decida quem paga a taxa ifood, o restaurante ou cliente, para organizar os valores de forma correta.

O ifood atende a muitas cidades do país e tem mais de 850 lancherias e restaurantes cadastradas.

Os restaurantes são integrados a um sistema, onde há uma impressora especial destinada apenas para fazer o serviço de entregas do app.

Existe uma equipe que monitora todas as informações que entre clientes e estabelecimentos.

Tornando assim, possível garantir segurança e confiança a quem está usando o app.

Desvantagens de usar o ifood

Como dizem por aí, infelizmente a vida não é só flores. Então, o ifood, para algumas pessoas, pode ter desvantagens.

Mas apesar das vantagens do aplicativo, há proprietários de restaurantes que acham que há algumas desvantagens no aplicativo, são elas:

Depender da internet

Se o usuário estiver sem acesso à internet ou com má conexão, não conseguirá fazer o pedido.

E os restaurantes que não tiverem acesso a internet, terão o mesmo problema em receber pedidos e em manter contato com seus clientes.

Layout

Como foi dito, o ifood mantém as mesmas condições a todos os restaurantes.

E isso se estende ao layout da plataforma, que é comum a todos os estabelecimentos.

E segundo alguns, isso gera dificuldade para se destacar no aplicativo.

Valor elevado

Muitos donos de restaurantes desistem de se inscreverem no ifood, pois a porcentagem que o aplicativo cobra é muito alto.

Por isso é importante que você decida quem paga a taxa ifood, o restaurante ou o cliente.

O ifood cobra uma mensalidade que varia de R$ 79,00 a R$ 100,00, além de 10% a 15% do valor de cada pedido.

Forte concorrência

Há muitos estabelecimentos que oferecem os mesmos pratos utilizando o aplicativo.

Ou seja, tem cardápios muito parecidos. usando o aplicativo. Isso pode gerar dificuldades em aumentar as vendas.

Umas das formas de fugir disso é fazendo promoções, investir em publicidade ou reduzir preços.

É importante os restaurantes cadastrados saibam como fazer promoções no iFood, para chamar mais clientes e consequentemente aumentar suas vendas.

E não se esqueça de  verificar os pontos positivos e negativos ao seu restaurante, sobre quem paga a taxa ifood, o seu restaurante ou o seu cliente.

Decidir isso facilitará a reajustar seus valores em em uma eventual campanha de promoções do seu restaurante.

Então, analise bem, coloque no papel, quais a vantagens e desvantagens de repassar o valor da taxa ifood para o seu cliente e as vantagens e desvantagens do seu restaurante pagar esses valores.

O que é iFood Plus?

A plataforma está em fase de testes em três cidades do Brasil: Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro.

Ela é um serviço de assinatura paga mensalmente, onde a taxa de entrega não é cobrada. Por enquanto, quem está utilizando são usuários selecionados pelo app.

A plataforma está oferecendo três meses grátis, após isso o valor é debitado do cartão de crédito do cliente.

O valor desse novo serviço pode custar 9,9 reais ou 19,90, conforme o usuário.

Taxômetro do iFood!